Tópicos | candidato

Ferrenha defensora do ex-presidente Lula e vitoriosa na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados, Marília Arraes (PT) vem intensificando o apoio ao candidato a presidente Fernando Haddad (PT). A petista afirmou, por meio das redes sociais, que Haddar tem propostas para o Brasil. “E o outro candidato, o que tem a dizer?”, indagou utilizando a hashtag #FascismoNao. 

“O nosso candidato à Presidência da República, Fernando Haddad está pronto para debater. Já avisou que estará em todos os eventos deste tipo promovidos pela Imprensa. Haddad tem propostas para o Brasil”, garantiu. 

##RECOMENDA##

Na semana passada, durante uma entrevista, a deputada federal eleita falou que não entendia como uma mulher vota em Bolsonaro. “Como você vai votar em alguém que diz que você tem que ser submissa ao homem, tem que ganhar menos mesmo exercendo as mesmas funções. Essas coisas absurdas que ele fala”. 

Ela também chegou a dizer que votar em Haddad não é questão de ser petista e sim defender a democracia. “O que fez esse candidato [Bolsonaro] ter o resultado que teve foi porque não fez campanha. Iria sair alguma dessas pérolas que ele fala e são o fim para ele, contra mulheres, negros e homossexuais”, alfinetou.

Durante uma visita ao Batalhão de Operações Especiais (Bope), no Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira (15), o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que quem vai mandar no país serão os capitães. De acordo com um assessor do presidenciável, a agenda seria “uma visita a amigos”.

A declaração aconteceu no momento em que ele cumprimentava um coronel. “Estou dando continência pro coronel, mas quem vai mandar no Brasil serão os capitães”, disse em referência a sua patente como militar.

##RECOMENDA##

Bastante otimista, Bolsonaro falou sobre mudança. “Podem ter certeza, em chegando (à Presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília. Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho”.

O candidato do PSL continua liderando as pesquisas de intenções de votos. Dados de um levantamento feito pelo BTG Pactual/FSB, divulgado nesta segunda, aponta o deputado federal com 59% enquanto o petista aparece com 41%.

O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), que já afirmou por diversas vezes que será o próximo presidente do Brasil, deixou mais um recado em seu Facebook. Na rede social, o capitão da reserva falou que está “forte” mesmo com poucos recursos, sem tempo na televisão e impossibilitado de fazer campanha na rua. “Vamos à vitória”, ressaltou convicto.

O presidenciável também falou que é capaz de reconhecer suas limitações e erros. “Mas também de enxergar o potencial que o Brasil tem para se tornar um país grande e próspero. Visitamos todas as regiões, conhecemos os problemas e os anseios dos brasileiros de perto. Estamos preparados para mudar o Brasil”, afirmou.

##RECOMENDA##

Bolsonaro disse que se vencer, já começa o mandato diferente dos demais. “Estamos livres para escolher nossa equipe pelo critério técnico e pela eficiência. Não devemos cargos nem favores que coloquem em xeque a autonomia de nosso governo e a soberania de nosso país. Nossa aliança é com a sociedade”.

“Durante muito tempo, o brasileiro teve que escolher entre opções que não o representava. Agora é diferente! Amamos o Brasil, defendemos a família e a inocência das crianças, tratamos criminosos como tais e não nos envolvemos em esquemas de corrupção”, destacou.

Ao votar no Rio de Janeiro, o candidato do PSL contou que vai para a praia no próximo dia 28 sugerindo que vai vencer no primeiro turno. Ainda falou que quem sentar na cadeira presidencial terá muitos problemas. “É o momento de sentar e elevar sua alma e pensamento a Deus”, pontuou.

O candidato à Presidência pelo partido Novo, João Amoêdo, votou hoje (7) por volta das 10h na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no Rio de Janeiro. Segundo sua assessoria, Amoêdo vai acompanhar a apuração dos votos em sua casa.

Nas redes sociais, Amoêdo disse que está confiante que haverá segundo turno e pediu que os eleitores aproveitem o primeiro turno para votar pela renovação. “Vamos votar com convicção. Vamos votar sem medo.”

##RECOMENDA##

Amoêdo ressaltou que conquistou o quinto lugar, segundo as pesquisas de intenções de voto, sem coligações nem dinheiro público.

Após a apuração dos votos, o candidato vai conceder uma entrevista coletiva no Hotel Praia Ipanema, no Rio de Janeiro

O atual Governador de Pernambuco e candidato a reeleição do cargo, Paula Câmara, exerceu a cidadania nas primeiras horas da manhã deste domingo (7). O candidato votou no bairro da Madalena, Região Metropolitana do Recife. Em entrevista coletiva, Paulo disse ter expectativa positiva em relação a sua reeleição no primeiro turno.

O candidato falou que as propostas foram apresentadas à população pernambucana, disse estar confiante. "Será uma vitória a favor do povo de Pernambuco", disse.

##RECOMENDA##

Ele também convidou os eleitores a irem voltar. Em relação a corrida presidencial, Paulo disse acreditar que haverá segundo turno e que se possa discutir efetivamente os problemas do Brasil e os desafios para se governar o País.

De acordo com a pesquisa realizada pelo DataFolha e divulgada neste sábado (6), o candidato do PSB tem 52% dos votos válidos e fica entre 50% e 54% pela margem de erro. Já Armando Monteiro (PTB) computa 35% dos votos válidos.

[@#video#@]

Por Lídia Dias

O dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, terá que se retratar após ter ameaçado demitir funcionários que não votassem no candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). A Justiça do Trabalho determinou que o empresário divulgue um novo vídeo afirmando que seus funcionários são livres para votarem em qualquer presidenciável.

Na gravação que foi anteriormente divulgada, o empresário chegou a perguntar aos funcionários se estavam preparados para sair da Havan. “Você que sonha em ser líder, gerente, crescer com a Havan já imaginou que tudo isso pode mudar no dia 7 de outubro? E a Havan pode fechar as portas e demitir os 15 mil colaboradores”, indaga em tom ameaçador em um trecho do vídeo.

##RECOMENDA##

De acordo com a Promotoria, a atitude de Hang foi configurada como assédio moral, discriminação, violação da intimidade ou abuso de poder diretivo, coação e intimação. “Não cabe ao empregador no ambiente de trabalho de seus empregados, promover atos políticos em favor ou desfavor de candidatos ou agremiações, fazendo-os de 'claque'", salientou o juiz do caso.

O empresário deve publicar no Twitter e no Facebook, até esta sexta-feira (5), uma mensagem com teor semelhante a este:

“Atenção: A Havan e seu proprietário, Luciano Hang, em cumprimento à decisão judicial (...), vêm a público afirmar o direito de seus empregados livremente escolherem seus candidatos nas eleições que ocorrerão neste domingo, independente do partido ou ideologia política, garantindo a todos os seus funcionários que não serão tomadas medidas de caráter retaliatório, como a perda de empregos, caso manifestem escolhas diversas das professadas pelo proprietário da empresa”.

Apesar de ter que se retratar, Luciano Hang não parece ter se arrependido de fazer o pedido de votos a Bolsonaro. “Inversão de valores no Tribunal Superior Eleitoral. Presidiário pode pedir votos, mas empresário não”, criticou por meio do Twitter.

Em outra publicação, ele fala que não quer ir embora do país. “Recente pesquisa agora [revela] que 62% dos jovens brasileiros querem mudar de país porque não tem mais educação, não tem mais saúde e principalmente não tem segurança. Vamos mudar o país agora”, pediu.

O candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) não teve o desempenho que ele esperava nas pesquisas de intenções de votos. Com aproximadamente 11% das intenções de voto, o presidenciável estagnou nos levantamentos já divulgados. Apesar do cenário, Ciro mostrou estar otimista. “Tenho fé em Deus que vou virar esse jogo”, disse em entrevista concedida à Rádio Jornal Petrolina, na manhã desta sexta-feira (5).

Durante a conversa, o pedetista falou que é único que pode derrotar Jair Bolsonaro (PSL), o candidato do PSL. “O PT perdeu a condição política de enfrentar isso. As pesquisas dão a mim essa responsabilidade como único candidato que pode derrotar o Bolsonaro”. 

##RECOMENDA##

“Vou lutar, é preciso acreditar que é possível, tenho que lutar para proteger o país do precipício. Tenho o melhor projeto, só eu posso salvar o Brasil de cair na mão de um radical de direita que não tem apreço pela pobreza e quer entregar riqueza para a cobiça internacional”, ressaltou. 

Ciro também afirmou que é o único candidato nordestino e o único que pode proteger o Nordeste. “Tenho plano de dobrar o valor da Bolsa Família ainda no meu governo e transformar num programa definitivo de renda mínima. Conheço a importância do gesso em Pernambuco, da transnordestina, da irrigação do São Francisco”.

Mesmo em terceiro lugar nas pesquisas divulgadas, Ciro ultrapassou o presidenciável Fernando Haddad (PT) nas menções entre usuários do Twitter nesta semana. O ex-governador do Ceará, no Facebook, mostrou vantagem em dias alternados alcançando 692 mil desde o início da semana, segundo dados do estudo elaborado pela Diretoria de Análise das Políticas Públicas (DAPP), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

Em sessão plenária realizada nesta quinta-feira (4), por unanimidade, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) decidiu por indeferir o pedido da Rede para cancelar a candidatura do ex-prefeito de Petrolina a governador de Pernambuco. A legenda tinha pedido o cancelamento sob a acusação de que Lossio teria se aliado a apoiadores do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), o que seria configurado como uma suposta prática de infidelidade partidária. 

Após a decisão do tribunal, o candidato pode concorrer às eleições normalmente. No entanto, a legenda pode recorrer no Tribunal Superior Eleitoral. No voto, o desembargador-relator e vice-presidente do Tribunal, Agenor Ferreira de Lima Filho, “asseverou que, no caso específico, não foram observados os preceitos da ampla defesa e do contraditório na aplicação da penalidade da expulsão”. 

##RECOMENDA##

A Rede, que anunciou na última segunda-feira (1), apoio à candidata Dani Portela (PSOL), já avisou que vai recorrer ao TSE. Lossio foi informado da decisão do TRE-PE e afirmou que a ação da Rede tinha sido “completamente descabida”. “Isso quer dizer que a gente continua na urna”, ressaltou.

O candidato ao governo de São Paulo pelo DC, Major Costa e Silva, sofreu um ataque a tiros na noite de ontem (3) na Estrada Cooperativa, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. O crime foi comunicado na delegacia do município, mas ainda não foi registrado. A Polícia Militar está no local.

Em sua página do Facebook, mensagem publicadas a partir das 23h trouxeram informações sobre o ataque ao Major Costa e Silva. Segundo as mensagens, motocicletas fecharam o veículo na Estrada Mauá-São Paulo e fizeram vários disparos contra o carro em que estavam o major e seu motorista, Capitão Munhoz. 

##RECOMENDA##

O motorista foi atingido e o veículo caiu em um rio. Segundo informado no Facebook, o major reagiu e disparou contra os agressores, que fugiram. O candidato e o motorista foram levados para um hospital cujo nome, segundo a rede social, não foi divulgado “por questões de segurança”. O major teve leves escoriações, mas não há informações sobre o estado de saúde do motorista.

Após muitos questionamentos, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) e a Corregedoria Regional Eleitoral, por meio de uma orientação conjunta informou aos eleitores, candidatos, partidos e coligações sobre uma dúvida constante: é permitido manifestar preferência por algum candidato no próximo dia 7 de outubro?

De acordo com o documento, os órgãos explicam que a manifestação por algum candidato é, sim, permitida até mesmo no vestuário desde que seja de “forma individual e silenciosa”. 

##RECOMENDA##

A orientação conjunta também ressalta que não basta apenas a semelhança das roupas utilizadas para se configurar como uma padronização de vestuário. “A padronização do vestuário dos fiscais de partidos e coligações restará configurada, apenas, quando houver identidade concomitante de tonalidade de cor e de modelo de camisas", explica. 

Os dois candidatos que lideram as pesquisas de intenções de voto na disputa pelo Senado em Pernambuco, Humberto Costa (PT) e Jarbas Vasconcelos (MDB), irão intensificar a agenda de campanha nesta reta final da corrida eleitoral. Os dois aparecem empatados com 33%, cada, na pesquisa divulgada pelo Ibope nessa terça-feira (2). 

Tentado associar a sua imagem ao do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Humberto vem se autodenominando como o “senador de Lula”. “Um senador que sempre lutou por Pernambuco e pelos programas que mudaram o Brasil”, destacou por meio das redes sociais. 

##RECOMENDA##

Nas publicações do Facebook, também é reiterado que Humberto é do "time" de Lula. “Que criou [Lula] o Samu 192, o Farmácia Popular e o Brasil Sorridente, que criou a carteira de motorista gratuita para a população de baixa, a Academia das Cidades e construiu mais de 20 mil casas para os pernambucanos”, diz o texto. 

O senador petista, que já chegou a dizer que é preciso dar um basta no candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta quarta-feira (3), falou que no programa de governo do capitão da reserva prevalece um profundo desprezo pelo povo trabalhador. “Fruto do ódio e da ignorância enraizados nas elites deste país. Repare as ideias: imposto de renda unificado, igualando ricos e pobres, privatização das estatais e venda de propriedades imobiliárias da União. A lista de absurdos é gigante e pode afundar de vez o Brasil”, pontuou. 

Por sua vez, Jarbas vem ressaltando que é a opção para Pernambuco continuar melhorando. Nas redes sociais do candidato, também é exaltado sua trajetória política frisando que o emedebista foi o primeiro governador a implementar o modelo de educação em tempo integral em Pernambuco. 

Rivais históricos e agora unidos na mesma chapa encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB), os dois tentam explicar o motivo de terem se unido. Jarbas já disse que se uniu a um adversário por acreditar que é o melhor para o estado. Humberto, que vem sendo chamado pelos que não concordam com a aliança de “golpista”, também falou sobre o assunto. “Em nome de Pernambuco poder avançar, em nome da gente esquecer as diferenças do passado e olhar para frente para fazer o nosso estado chegar onde ele pode e deve”, disse recentemente.

Uma das principais promessas do PSB, durante mais um ato de campanha na noite dessa segunda-feira (1), o candidato a deputado federal João Campos garantiu que não tem a pretensão de ser o candidato mais votado em Pernambuco. “O que eu digo sempre é que eu vou ser o que mais vai trabalhar por Pernambuco. Desde a nossa pré-campanha, no dia 4 de abril até hoje, nós já percorremos mais de 50 mil quilômetros em Pernambuco”, contou.

O filho do ex-governador Eduardo Campos diz que quer fazer uma política que transforme a vida das pessoas. “Eu não vou ser um candidato que vai se eleger, se Deus quiser e o povo permitir, negando a política. Eu vou me eleger defendendo a boa política. A política que transforma a vida das pessoas. Que gera oportunidade, que gera uma perspectiva de futuro melhor para quem vive em nosso estado e nosso país”. 

##RECOMENDA##

Campos falou que durante esse período conversou com muita gente perguntando o que esperam de um deputado e quais são os seus desejos. “O que as pessoas querem ouvir é a verdade, é o corpo a corpo, é a proximidade. Eu acredito que na política que vai falar diretamente com o povo, que não precisa de um intermediário, é isso que a gente tem feito. Eu tenho percorrido as ruas de Pernambuco, ido em feiras, em colégios, em comércios. Tenho ido às universidades conversando e dizendo aquilo que a gente pensa Para Pernambuco e para o Brasil. Já andamos em mais de cem cidades fomos a mais de 60 feiras”, ressaltou em coletiva de imprensa. 

O candidato, que é engenheiro civil, também disse que a área de recursos hídricos será uma prioridade, bem como a educação. “Nós lançamos uma plataforma chamada Nossas Lutas. Eu acho que um deputado federal tem que estar pronto para discutir para debater qualquer pauta nacional, mas ele tem que escolher quais são as áreas centrais de atuação dele dentro de um Congresso”. 

Ele ainda falou sobre uma nova geração de oportunidade “através de uma economia que consiga suportar os brasileiros desde alguém que tenha um pós-doutorado a alguém que tenha ensino médio tem que ter a oportunidade de se inserir dentro da economia brasileira”. 

O filho do ex-governador Eduardo Campos, o candidato a deputado federal João Campos (PSB) também disse apoiar a decisão da Executiva Nacional da legenda com relação a em um eventual segundo turno na disputa presidencial votar contra o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). O ex-chefe de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB) definiu a decisão como “correta”. 

“É uma decisão correta. O partido já se posicionou de maneira muito clara contra Bolsonaro, inclusive fez a desfiliação de membros que defenderam o apoio a ele”, lembrou João.

##RECOMENDA##

O filho de Eduardo também falou que o PSB lutou contra a ditadura. “Então, eu concordo com a decisão do partido e eu acho que jamais o PSB, um partido que lutou contra uma ditadura militar, que resistiu, que tem quadros do tamanho de Dr. Arraes que foi presidente por mais de 10 anos do nosso partido, jamais poderia admitir a possibilidade de apoiar Bolsonaro”. 

Apesar de uma alta rejeição, Bolsonaro continua liderando as pesquisas de intenções de voto. Nessa segunda-feira (1), mais um levantamento divulgado pelo Ibope traz Bolsonaro com 31% e, em segundo lugar, com 21%. Ciro Gomes, do PDT, tem 11%. Alckmin (PSDB) e Marina (4%) seguem atrás com 8% e 4%, respectivamente. 

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, teve aumento de temperatura, chegando a 37,8ºC, devido a uma bactéria de baixa virulência, quando há baixa capacidade infecciosa, identificada no sangue. No entanto, não há focos de infecção no abdômen, segundo boletim médico divulgado na tarde de hoje (28) pelo Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista. A elevação da temperatura foi considerada “episódio isolado” e há previsão de alta para este final de semana.

Bolsonaro, internado desde o último dia 7 no hospital, está recebendo tratamento com antibióticos. Segundo o hospital, ele se mantém sem picos de febre e sem alteração nos exames de imagem, com boa evolução clínica, na avaliação dos médicos. O candidato continua com a alimentação via oral.

##RECOMENDA##

Bolsonaro recebeu uma facada durante ato de campanha no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG). Após ter sido atendido na Santa Casa da cidade, ele foi transferido, a pedido da família, para o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, na manhã do dia 7.

Em mais uma pesquisa divulgada pelo Ibope, nesta quinta-feira (27), o governador Paulo Câmara (PSB) continua liderando as intenções de votos. O socialista, que estava com 33% segundo o último levantamento, agora aparece com 35%. Em segundo lugar, o candidato Armando Monteiro Neto (PTB) soma 27%. Antes, o petebista estava com 25%. 

A distância entre os dois candidatos continua sendo de oito pontos percentuais. Na terceira colocação está o candidato da Rede, o ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio com 3%. Já Maurício Rands (PROS) possui 2%. 

##RECOMENDA##

Na avaliação da cientista política Priscila Lapa, a expectativa é de um segundo turno bem emocionante em Pernambuco. Lapa também falou que a tendência é que não haja um grande crescimento nem do socialista e tampouco do petebista neste primeiro momento. 

No próximo domingo (30), mais uma manifestação em prol do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) está marcada. Desta vez, a denominada “Carreata da Vitória” vai acontecer no bairro da Imbiribeira, a partir das 9h, com concentração em frente ao Banco do Brasil, sentido Prazeres. 

Os organizadores do evento pediram para que os apoiadores de Bolsonaro levem rojões, bolas e também que os militantes enfeitem seu carro. No mesmo dia, também será realizada uma carreata no município do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. Os militantes irão se juntar na Praça 9 de Julho.

##RECOMENDA##

Na página do evento, no Facebook, o texto do convite pede para que se vistam de verde e amarelo no dia. “Traga sua família, vista sua camisa verde e amarelo e venha dar seu apoio”, destaca o texto. Outras cidades também irão realizar uma carreata em prol do candidato do PSL.

último ato que aconteceu a favor de Bolsonaro, no último domingo (23), na Avenida Boa Viagem, deu o que falar. Uma paródia da música Baile da Favela, que foi tocada num trio elétrico ganhou repercussão nacional. “Dou para CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela. As mina de direita são as top mais belas enquanto as de esquerda têm mais pelos que as cadelas”, dizia parte da letra. 

Após um período sem publicar vídeos polêmicos, o deputado federal Marco Feliciano (PSC) voltou a causar nas redes sociais ao falar novamente sobre o aborto. O candidato à reeleição na Câmara dos Deputados disse que as pessoas que votam nele são contra o aborto. 

“Por isso, eu pastor Marco Feliciano sou contra o aborto e aquele que vota em mim está votando contra o aborto. Nós precisamos proteger a vida desde a sua concepção. Sou o pastor marco Feliciano e peço o seu voto para deputado federal. Afinal de contas, a nossa família merece respeito”, ressaltou. 

##RECOMENDA##

O parlamentar, que já condenou o aborto até mesmo em casos de estupro, citou passagens bíblicas para se justificar. “Lembra da história de David? O próprio rei Davi no salmo 139 disse ‘tu me sondas e me conhece, desde que eu era pequeno e sem forma’. Uma criança pequena e sem forma ela está dentro do útero da sua mãe”. 

Ele ainda questionou no vídeo sem que momento a vida começa. “Eu sou casado, tenho três filhas, todavia a minha esposa teve quatro gestações e em todas as gestações eu conversava com as crianças dentro do útero da minha esposa. A Bíblia Sagrada diz o senhor deus quando olha para um ser humano, olha dentro do ventre da sua mãe”, continuou argumentando. 

Durante o debate que acontece entre os presidenciáveis, nesta quarta-feira (26), o candidato Henrique Meirelles (MDB) perguntou ao Cabo Daciolo (Patriota) o que faria para tirar os brasileiros da pobreza. O ex-ministro aproveitou o questionamento para afirmar que quando foi presidente do Banco Central do Brasil tirou 40 milhões de brasileiros na miséria. 

Daciolo não deixou por menos e ironizou: “Um banqueiro perguntando”. Ele, na resposta, disse que o Brasil tem mais de 400 milhões de pessoas na extrema pobreza e mais de 50 milhões na pobreza. “Interessante é que você fez parte do governo Lula. Você diminuiu a dívida externa. Mas você pegou dinheiro emprestado de um banco público e fazer o país ficar endividado. Os banqueiros roubam a nação”, detonou. 

##RECOMENDA##

Meirelles, ao rebater, disse que nunca foi banqueiro. “Se você continuar querendo ser candidato, terá que estudar mais. Para descobrir que nunca fui banqueiro, e sim bancário. Fui presidente do banco por mérito próprio. Vamos criar 10 milhões de empregos”, prometeu. 

O candidato do Patriota ainda criticou o governo Temer. “Entrou com as reformas e nada mudou para o povo brasileiro. Vou revogar as reformas”, disse. 

A paródia da música ‘Baile de Favela’ que foi divulgada, nesse domingo (23), no Recife, durante caminhada em prol do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) causou ao fazer críticas ao feminismo, à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e à esquerda. Uma parte da letra polemiza: “Dou pra CUT pão com mortadela e pras feminista ração na tigela. As mina de direita são as top mais bela enquanto as de esquerda tem mais pelo que as cadelas”. 

No Facebook do autor da música, Tales Volpi, conhecido como ‘Mc Reaça’, publicou um vídeo ao lado do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) que também está causando. Na gravação, aparece o deputado elogiando o Mc. “Escuta lá MC Reaça, da melhor qualidade, hein?”, diz o filho do presidenciável. 

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O compositor não se mostrou incomodado pelas críticas recebidas. Ao contrário, por meio das redes sociais, ele deixou um recado após toda a repercussão. “Já somos notícia no UOL hahahah. É melhor Jair me censurando”, ironizou. 

Até a tarde desta segunda (24), Eduardo não falou sobre o assunto, mas por meio das redes sociais ele disse que muitos artistas apoiam o PT porque estão se "lixando" para o Brasil. “Todos os programas criados na gestão do PT sempre foram assim: um pano de fundo bom e depois ocorre uma desvirtuação para favorecer o sistema corrupto e seus apoiadores”, justificou.

 

O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, internado em unidade semi-intensiva, passou por um procedimento para drenagem de líquido que estava ao lado do intestino, segundo boletim médico divulgado nesta tarde pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde ele está sendo tratado desde o último dia 7.

Após constatar uma elevação de temperatura para 37,7ºC, os médicos fizeram uma tomografia de tórax e abdômen em Bolsonaro. Os exames mostraram “pequena coleção de líquido ao lado do intestino”, o que levou ao procedimento. Neste momento, ele está com dreno no local e evolui sem dor.

##RECOMENDA##

O candidato iniciou ontem alimentação líquida por via oral, com boa tolerância, mantendo também a nutrição endovenosa, segundo boletim médico divulgado pelo Albert Einstein. Bolsonaro continua recebendo dieta líquida por via oral com boa aceitação associada à nutrição endovenosa, de acordo com o hospital.

No último domingo (16), o candidato recebeu alta dos tratamentos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), quando passou a receber cuidados semi-intensivos. Ele estava na UTI desde a quarta-feira (12) da semana passada, quando foi submetido a uma cirurgia de emergência para tratar uma aderência que obstruía o intestino delgado. Antes das complicações, os médicos haviam começado a reintroduzir a alimentação por via oral.

Bolsonaro recebeu uma facada durante ato de campanha no último dia 6, em Juiz de Fora (MG). Após ter sido atendido na Santa Casa da cidade, onde chegou a passar por uma cirurgia, ele foi transferido, a pedido da família, para o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, na manhã do dia 7.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando