Tópicos | Corinthians

Menos de 24 horas depois da derrota no clássico para o Santos, o Corinthians voltou aos trabalhos na manhã deste domingo. O técnico Jair Ventura comandou treino técnico e tático no CT Dr. Joaquim Grava, em preparação para o segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, na quarta, na Arena Corinthians.

A maior parte dos jogadores que foram a campo neste domingo não estiveram no clássico disputado na noite de sábado, no Pacaembu. Na derrota por 1 a 0 para o Santos, o treinador só colocou em campo quatro titulares: Léo Santos, Gabriel, Mateus Vital e Douglas. Os demais foram preservados justamente para a partida decisiva de quarta.

##RECOMENDA##

Jair Ventura deu atenção especial às movimentações táticas no ataque e na defesa. Mas não deixou de trabalhar marcação, troca de passes e finalizações, uma das preocupações do time, em razão do baixo número de gols marcados nos últimos jogos. O Corinthians passou em branco nas últimas quatro partidas, tanto do Brasileirão quanto da Copa do Brasil.

A delegação corintiana vai iniciar a concentração para a final já nesta segunda-feira, com treino no período da tarde. O mesmo vai acontecer na terça.

Após perder por 1 a 0 no primeiro jogo da final, o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença na quarta para levantar o troféu da Copa do Brasil.

O goleiro Cássio foi mais uma vez o destaque do Corinthians nesta quarta-feira (10). Apesar da derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, no Mineirão, o capitão da equipe fez ao menos duas grandes defesas e deixou o time vivo na disputa da decisão da Copa do Brasil. Após a partida, ele analisou o tropeço fora de casa e se mostrou esperançoso com a partida de volta, marcada para a próxima quarta, em Itaquera.

"Acho que o Corinthians sai vivo. É jogar em casa, com a força da torcida, para reverter o resultado", comentou o goleiro. Na opinião de Cássio, os jogadores precisam voltar de cabeça erguida, porque a virada ainda é possível. "Temos que acreditar, porque um gol mínimo já pode reverter a vantagem. Vamos trabalhar para dar a volta por cima", emendou.

##RECOMENDA##

O volante Gabriel também achou que o placar não foi ruim no Mineirão. "Precisamos corrigir os erros, mas não está nada perdido. Dá ainda para reverter. Agora, vamos jogar em casa, com o apoio da nossa torcida e vamos em busca do título."

O problema é que o ataque corintiano precisará acordar. Mais uma vez, o time terminou a partida sem fazer o goleiro adversário trabalhar. Jadson, Mateus Vital e Clayson tiveram participação apagada e pouco produziram. Romero começou a partida mais ligado, mas também sumiu no segundo tempo. Nenhum dos quatro deu trabalho à zaga cruzeirense.

O comandante do Cruzeiro tenta algo inédito para um treinador brasileiro. Mano Menezes busca conquistar a Copa do Brasil pela segunda vez consecutiva com o clube mineiro, com quem foi campeão no ano passado.

Desde 1989, quando o torneio começou a ser disputado, nenhum treinador conseguiu levantar a taça duas vezes seguidas. No entanto, Mano Menezes tem um forte rival em seu caminho na luta para entrar na história do futebol nacional.

##RECOMENDA##

O Corinthians, clube que já foi comandado por Mano em 2009, quando também conquistou a Copa do Brasil com o treinador, vem forte na disputa pelo título deste ano.

Cruzeiro e Corinthians se enfrentam nesta quarta-feira (10), às 21:45, no Mineirão, pelo jogo de ida da Copa do Brasil. A decisão do torneio acontecerá na próxima quarta (17), na Arena Corinthians.

Por Thiago Herminio

O técnico Jair Ventura confirmou, no treino desta terça-feira, a formação do Corinthians que entrará em campo contra o Cruzeiro, quarta-feira, às 21h45, no Mineirão, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil. A boa notícia é o retorno do lateral-direito Fagner.

O jogador, que ficou de fora dos dois últimos jogos por causa de um problema na coxa esquerda, demonstrou estar recuperado e trabalhou normalmente entre os titulares na atividade realizada no CT do Coimbra, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Fagner, no entanto, não deve suportar os 90 minutos. Para o seu lugar, o treinador testou o zagueiro Pedro Henrique e Mantuan, considerado o reserva imediato.

##RECOMENDA##

Outra confirmação foi do quarteto ofensivo. Jair optou pela manutenção da equipe que vem atuando nas últimas partidas. Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson treinaram entre os titulares. O problema é que esses quatro meia-atacantes não vivem bom momento. Desde que o treinador assumiu, há sete jogos, o ataque fez apenas cinco gols.

Sob o comando de Jair, apenas Jadson marcou, na vitória sobre o Sport, por 2 a 1, há cinco partidas. Romero fez seu último gol há 17 jogos. Mateus Vital não marca desde maio e Clayson fez seu último gol em abril. Para o primeiro jogo da final, no entanto, a principal preocupação está em não ser vazado.

JOGADAS AÉREAS - Durante o último trabalho, Jair priorizou os cruzamentos na área de sua defesa. A preocupação ganhou peso depois da derrota por 3 a 0 para o Flamengo na Arena Corinthians, sexta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois primeiros gols saíram após cobranças de escanteio. O treinador não deixou que ninguém filmasse essa parte da movimentação.

No dia anterior, o zagueiro Henrique já havia comentado sobre essa preocupação. Nesta terça, Cássio concedeu entrevista coletiva mais cedo e pediu concentração à equipe. "Quem errar menos vai sair com a vitória. Uma decisão como essa vence nos detalhes", comentou.

No setor de marcação, a novidade vai ser a entrada do volante Gabriel na vaga de Douglas, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Gabriel vinha atuando improvisado no lugar de Fagner na direita. Contra o Flamengo, sofreu com Vitinho. Agora voltará a sua posição de origem e atuará ao lado do veterano Ralf, de 34 anos.

HOMENAGEM - No início do treino desta terça, o meia Danilo recebeu uma placa do clube por ter completado 350 jogos com a camisa do Corinthians. O diretor de futebol, Duilio Monteiro Alves entrou no gramado enquanto os atletas faziam o aquecimento e prestou a homenagem ao veterano, de 39 anos. Na sequência, os atletas posaram para foto.

Pelo Corinthians, o volante Ralf já levantou o título de campeão brasileiro (duas vezes), paulista (duas vezes), da Libertadores, do Mundial de Clubes e da Sul-Americana. Falta apenas a Copa do Brasil, que ele tem a primeira oportunidade de conquistar na decisão diante do Cruzeiro. As duas equipes se enfrentam pela ida nesta quarta-feira, no Mineirão.

"É de suma importância vencer. É o que falta para mim com a camisa do Corinthians. A gente respeita o Cruzeiro, é um grande time, tem um excelente treinador. Temos que esquecer o Brasileiro e pensar no Cruzeiro. Pensar em fazer um grande primeiro jogo para ter condição de ser campeão diante do nosso torcedor", declarou o jogador em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

##RECOMENDA##

Ralf voltou ao Corinthians no início da temporada e está em sua segunda passagem. A primeira foi entre 2010 e 2015, quando levantou todas essas taças. "Não me vejo com outra camisa, tive oportunidade de ir para rivais, mas sei que é diferente. Tudo o que construí foi através do Corinthians. Respeito todas as equipes, mas todos sabem como sou grato ao Corinthians", complementou

No primeiro período que atuou pelo Corinthians, Ralf foi comandado pelo técnico Mano Menezes, que hoje está à frente do Cruzeiro. "Ele é como sempre foi no Corinthians, joga por uma bola, sabe se defender muito bem, tem uma equipe leve no Cruzeiro, jogadores de qualidade que, em uma bola parada, podem decidir o jogo. Temos que saber jogar a estratégia dele, saber jogar os 90 minutos", analisou.

O Cruzeiro é o atual campeão da Copa do Brasil e, ao lado do Grêmio, é também o time que mais levantou a taça da competição: cinco no total. A última conquista, no ano passado, já tinha Mano Menezes no comando. O treinador pode ser considerado um especialista na competição, pois foi com ele que o Corinthians foi campeão em 2009.

Por isso, Ralf disse que é importante o time jogar fechado no jogo de ida. "A gente tem que saber jogar essa competição, como a Libertadores. Não perdemos fora, temos maior chance de ser campeão, a estratégia tem que ser a mesma. Vamos tentar vencer, mas não perdendo lá temos grande chance de sermos campeões diante do nosso torcedor", comentou.

O Corinthians está invicto na Copa do Brasil. Fora de casa, empatou com o Vitória (0 a 0) nas oitavas, venceu a Chapecoense (1 a 0) nas quartas, e empatou com o Flamengo (0 a 0) na semifinal. No duelo com o time carioca, o técnico Jair Ventura armou o time com três volantes. A equipe finalizou o jogo sem finalizar a gol, mas voltou para São Paulo precisando de uma vitória simples para se classificar. E ela veio: 2 a 1, em Itaquera.

O Santos empatou com o Corinthians por 2 a 2, neste sábado, no Parque São Jorge, em São Paulo, resultado que garantiu ao clube santista o quarto título do Campeonato Paulista Feminino. Além dessa conquista em 2018, as demais aconteceram em 2007, 2010 e 2011.

O Santos jogava pelo empate por causa da vitória por 1 a 0 na partida de ida, conquistada na última terça-feira, em uma Vila Belmiro que contou com 13.867 santistas, público próximo ao da lotação máxima do estádio. O Corinthians não divulgou, mas o número de torcedores no Parque São Jorge para o duelo decisivo ficou bem abaixo.

##RECOMENDA##

O Corinthians conseguiu tirar a vantagem do Santos logo aos 50 segundos de partida, quando Marcela recebeu dentro da área, girou sobre a marcação e finalizou cruzado. Uma vitória corintiana por um gol de diferença, por qualquer placar com essa margem, levaria a decisão à disputa de pênaltis.

O Santos retomou a liderança no placar agregado ainda no primeiro tempo, aos 17 minutos, quando Brena bateu falta e contou com desvio da barreira, que tirou a goleira Lelê do lance. A igualdade só foi desfeita aos seis minutos da etapa final, quando Erika aproveitou batida de escanteio e fez o segundo gol corintiano, de cabeça.

Yasmin chutou no travessão falta cobrada de longe, que poderia dar ao Corinthians a liderança no placar agregado, aos 12 minutos. O castigo veio aos 38, quando Ketlen fez o gol do título santista ao receber bola cruzada pelo lado direito e tocar na saída de Lelê.

Foi o primeiro título paulista do Santos desde a reativação da equipe feminina de futebol. O projeto foi descontinuado em 2012, pelo ex-presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, e voltou à atividade em 2015, quando Modesto Roma era o mandatário. O clube ficou em quarto lugar há três anos e vinha de dois vice-campeonatos para o Rio Preto.

O Corinthians começou a venda de ingressos para o duelo com o Flamengo na sexta-feira, às 21h, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marcará a estreia da terceira camisa, que homenageia o ídolo Ayrton Senna.

Os ingressos estão com preços promocionais. As entradas para quem não é sócio-torcedor podem ser adquiridas pelo site ingressoscorinthians.com.br e variam entre R$ 50 e R$ 70. Os bilhetes para quem faz parte do Fiel Torcedor já estão disponíveis desde a última semana, com entradas a partir de R$ 30.

##RECOMENDA##

A nova terceira camisa do Corinthians em homenagem a Ayrton Senna, tricampeão mundial de Fórmula 1, ganhou repercussão internacional nos últimos dias. O manto virou notícia em diversas partes do mundo após a divulgação oficial.

Nos veículos internacionais, a camisa corintiana recebeu diversos elogios. "Uma pintura", definiu o jornal Clarín. Um jornalista argentino chegou a revelar que se emocionou e foi as lágrimas com o uniforme.

Senna inspirou o modelo que traz 41 faixas em alusão aos 41 triunfos do brasileiro na Fórmula 1. Nas cores preto e bronze, o uniforme pode ser adquirido pelos torcedores nas lojas oficiais do clube por R$ 199.

O Corinthians ocupa a nona colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, com 35 pontos, a seis da zona de rebaixamento. A partida contra o Flamengo, além de afastar o time da degola, serve também como último preparativo antes do primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, dia 10, no Mineirão.

O Palmeiras se manifestou na tarde desta sexta-feira (28) a respeito das torcedoras do clube que foram agredidas e obrigadas a deixar um vagão do metrô lotado de corintianos na madrugada de quinta. O clube promete oferecer apoio às famílias das vítimas e fez um apelo para que as autoridades investiguem o caso.

Em sua conta oficial do Twitter, o Palmeiras disse que é dever do clube apoiar os familiares das mulheres palmeirenses que estão sendo expostas nas redes sociais. As agressões, verbais e físicas, ocorreram em um vagão de metrô, após o jogo da última quarta-feira, pela Copa do Brasil.

##RECOMENDA##

“A SEP não pode se omitir diante das cenas de agressão a garotas trajando camisas do Palmeiras que estão sendo veiculadas nas mídias sociais. Condenamos qualquer tipo de violência e entendemos que nesse caso, em particular, nosso papel como instituição é oferecer apoio às famílias das jovens, bem como, reforçar que cabe somente às autoridades competentes a devida investigação e encaminhamento do caso nos termos da lei”, postou o clube.

Vídeos na internet mostram duas torcedoras vestindo a camisa do Palmeiras sendo agredidas por uma corintiana, que manda uma delas "tirar a farda" e consegue pegar o boné de uma das vítimas, que depois o recupera. Ao tentar sair do vagão, a garota ainda recebe um chute de um homem com a camisa do Corinthians.

O Corinthians já tinha se manifestado sobre o caso com um pedido de desculpas na quinta-feira, repudiando os atos de violência dos torcedores. O alvinegro ainda recordou sua campanha #RespeitaAsMinas pedindo respeito às mulheres.

Por Thiago Herminio

A CBF realizou o sorteio, na tarde desta quinta-feira (27), para definir os jogos de ida e volta da final da Copa do Brasil. Com a presença dos técnicos Jair Ventura, do Corinthians, e Mano Menezes, do Cruzeiro, foram definidos os dias e locais de cada jogo.

A primeira partida será no Mineirão, no dia 10 de outubro, e a grande decisão acontecerá na Arena Corinthians, no dia 17.

##RECOMENDA##

A edição deste ano da Copa do Brasil entregará cerca de R$ 50 milhões para o campeão. Apenas por chegar à final, Corinthians e Cruzeiro já garantiram R$ 20 milhões.

Se vencer, o Cruzeiro se tornará o maior vencedor do torneio, com seis títulos. já o Corinthians está em busca da sua quarta taça.

Por Thiago Herminio

O lateral-direito Fagner deixou o campo no primeiro tempo do duelo com o Flamengo, na noite de quarta-feira, em São Paulo, com dores na coxa esquerda e deve ficar de fora do próximo jogo do Corinthians, contra o América Mineiro, neste sábado, às 19 horas, em Belo Horizonte, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após a vitória por 2 a 1 que levou o time paulista à final da Copa do Brasil, na arena corintiana, o técnico Jair Ventura evitou falar sobre o problema e aguardará por exames médicos. No entanto, aproveitou para alfinetar a diretoria do Flamengo. "O Fagner vai ser reavaliado, não sei se teve lesão, ele sentiu a mesma perna que foi alvo de tanta polêmica, que ficaram achando que a gente tinha burlado para ele não ir para a seleção. De vez enquanto a gente pré julga as pessoas", comentou.

##RECOMENDA##

A polêmica aconteceu pouco antes do jogo de ida na semifinais entre as equipes, realizada no último dia 13, quando empataram sem gols no Maracanã. Fagner foi cortado da seleção brasileira por causa de uma lesão na coxa esquerda, mas conseguiu se recuperar a tempo de encarar os flamenguistas. O prazo inicial de recuperação era de duas a três semanas e, com isso, ele ficaria de fora dos jogos do Brasil e também do duelo de ida do mata-mata.

No entanto, o jogador apresentou melhora antes da previsão estabelecida pelo departamento médico corintiano e treinou na semana que antecedeu o duelo com o Flamengo. A diretoria rubro-negra ameaçou pedir uma punição ao Corinthians por agir de má fé. No final das contas, a confusão ficou só no bate-boca.

Na jogo desta última quarta-feira, Fagner sentiu a lesão ainda no primeiro tempo e foi substituído. Jair Ventura optou pelo volante Gabriel para o seu lugar em vez de Mantuan, que vinha sendo até então a segunda opção para a lateral direita. "Tenho gostado do Gabriel quando ele entra ali, mas isso pode mudar. No momento optei pelo Gabriel, ele já jogou comigo assim no Botafogo", justificou.

O Corinthians teve de correr atrás do resultado, após um erro da arbitragem, para empatar com o Internacional por 1 a 1, neste domingo, em sua Arena em Itaquera. E, de tabela, ajudou o rival São Paulo a se manter na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. No gol do time gaúcho, Leandro Damião estava em posição irregular, mas na etapa final os paulistas igualaram o marcador.

O Internacional chegou aos 50 pontos, ainda um atrás do líder São Paulo, que empatou por 1 a 1 com o América-MG no sábado, no Morumbi. Já o Corinthians soma agora 34 pontos e segue tentando entrar no G6, a zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

##RECOMENDA##

O técnico Jair Ventura montou o Corinthians com quatro jogadores na frente, sem um centroavante fixo, com Jadson muitas vezes flutuando como o jogador mais avançado e três meias ajudando na frente e na marcação: Romero, Mateus Vital e Clayson. E, com essa formação, o time começou melhor e quase abriu o placar com Douglas, em vacilo da zaga, mas a bola foi para fora.

Depois, Fagner teve ótima chance. Ele recebeu na direita, chutou, mas Marcelo Lomba espalmou. Só que aos poucos o Inter foi acertando o posicionamento e a marcação no adversário. E a partir daí conseguiu amarrar o jogo e evitou muitos perigos.

Com essa postura mais cautelosa do Inter, o duelo perdeu em emoção e os dois lados pouco produziram. Só que antes do intervalo, o Inter chegou ao gol em um erro grave da arbitragem. Em uma falta da intermediária, Edenilson cruzou e Leandro Damião mandou para o gol. Ele e outros três companheiros estavam impedidos, mas a arbitragem validou o lance.

No segundo tempo, antes de a bola rolar, os jogadores do Corinthians pressionaram a arbitragem e reclamaram do lance. O time também insistiu mais e logo chegou ao gol. Numa cobrança de escanteio de Jadson, Romero cabeceou, a bola bateu na trave e sobrou para Douglas, sozinho, mandar para o gol, empatando a partida.

O Inter sentiu o golpe e recuou com todos os jogadores atrás da linha da bola. Só que o Corinthians tinha dificuldade de entrar na área adversária e arriscava em chutes de fora da área. Pedrinho tentou, mas Lomba segurou. O time gaúcho respondeu na mesma moeda com Patrick, mas Cássio estava atento. E o duelo terminou empatado por 1 a 1.

Na quarta-feira, o Corinthians volta a campo para enfrentar o Flamengo, em sua arena em Itaquera, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil. Na partida de ida, os paulistas seguraram o empate sem gols e agora necessitam apenas de uma vitória simples sobre os cariocas para chegar à decisão do torneio nacional.

 

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 x 1 INTERNACIONAL

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas (Araos); Romero (Emerson Sheik), Jadson, Mateus Vital (Pedrinho) e Clayson. Técnico: Jair Ventura.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca (Fabiano), Emerson Santos, Klaus e Iago; Edenilson, Rodrigo Dourado e Patrick; Nico López (Rossi), Leandro Damião e William Pottker (D'Alessandro). Técnico: Odair Hellmann.

GOLS - Leandro Damião, aos 44 minutos do primeiro tempo. Douglas, aos 4 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rodrigo Dourado e Patrick.

ÁRBITRO - Eduardo Valadão (GO).

RENDA - R$ 1.149.396,60.

PÚBLICO - 26.916 pagantes.

LOCAL - Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

Apesar de estar atuando pelo Real Madrid Castilla, que disputa a terceira divisão do Campeonato Espanhol, Vinícius Jr está na lista dos 23 jogadores convocados pelo técnico Carlos Amadeu para os amistosos contra o Chile, em outubro.

O ataque da seleção Brasileira sub-20 aparece como o maior destaque da lista de convocados, que conta também com o atacante Paulinho, do Bayer Leverkusen, e Rodrygo, do Santos.

##RECOMENDA##

Devido à convocação, o jovem atacante santista desfalcará a equipe paulista no clássico contra o Corinthians, que ocorre no dia 13 de outubro, data do primeiro amistoso da seleção Brasileira contra a equipe Chilena. Sendo o  outro duelo previsto para ocorrer no dia 15 do mesmo mês.

Os dois confrontos vão servir como preparação para o Sul-Americano/Pré-Olímpico de 2019, que serão disputados no Chile.

Por João Victor Rocha

O Timão Universitário desta sexta-feira (21) projetou a partida contra o Internacional que ocorre neste domingo, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, além da disputa contra o Flamengo marcada para a próxima quarta-feira na volta das seminais da Copa do Brasil. O programa também repercutiu o posicionamento da Gaviões da Fiel – maior torcida organizada do clube – contra o candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro.

Outro destaque foi para a final do Campeonato Paulista. O "eterno 8 de abril" foi relembrado com gols, defesas e comemorações já que o STJD negou o pedido do Palmeiras, que queria a anulação da decisão, e o título, conquistado em campo, foi novamente referendado pela Justiça.

##RECOMENDA##

No quadro “Fala Fiel”, Alex Dinart ouviu a expectativa da torcida do Coringão para o clássico contra o time rubro-negro na quarta-feira (26), em Itaquera. “Eu acho que a diretoria do Corinthians precisa começar a trabalhar os bastidores porque vai ser um jogo muito nervoso e os juízes vão entrar pressionados para classificar o Flamengo que precisa de um título urgentemente, seja por questão política deles, por questão política do Brasil, eles precisam ter o Flamengo em uma final”, opinou o torcedor Davi Amaral.

Já o quadro “Historinthians” relembrou a vitória do Time do Povo contra o São Paulo por 3 x 2 em 2014, com dois gols feitos nos pênaltis e o terceiro marcado por Guerreiro.

Quanto aos palpites para a partida contra o Internacional no domingo, o jornalista e apresentador Vitor Guedes projeta que vai acabar com empate de 1 x 1. E no jogo contra o Flamengo na quarta-feira, Deyvid Xavier acredita que a classificação será decidida nos pênaltis.

O Timão Universitário vai ao ar todas as sextas-feiras, das 12h às 13h. Você pode ouvir o programa clicando no banner que fica na home do LeiaJá, por meio do aplicativo para IPhone ou Android, ao vivo na página do Timão Universitário no Facebook ou diretamente na Web Rádio Coringão. Também é possível acessar o arquivo dos programas já realizados no canal: youtube.com/blogdovitao.

Para conferir, acesse o vídeo do programa de hoje.

Luiz Felipe Scolari foi expulso no segundo tempo da vitória do Palmeiras sobre o Corinthians, depois de reclamar das marcações do árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima, e irá a julgamento nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele pode pegar um gancho de até seis jogos.

Técnico do Palmeiras foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: “Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras desde Código.”

##RECOMENDA##

Na súmula da partida, o árbitro conta ter sido informado pelo quarto árbitro que aós uma falta a favor do Corinthians, Felipão proferiu as seguintes palavras: “Vocês não dão uma falta pra nós, baita palhaçada, tomar no c...”. E por isso, o tirou do jogo aos 32 minutos do segundo tempo.

Por parte do Palmeiras, houve um encaminhamento à CBF de um relatório com imagens e uma análise do momento em que a equipe se sentiu prejudicada no jogo. Além da expulsão do treinador palmeirense, Jean Pierre Gonçalves Lima também teria deixado de marcar uma penalidade em Marcos Rocha.

Devido a expulsão, Felipão não esteve presente ao banco de reservas na partida contra o Bahia, em que a equipe paulista empatou em 1 a 1. Scolari retornará à beira do campo no próximo domingo, na partida contra o Sport pela 26° rodada do Brasileirão.

Por João Victor Rocha

Na madrugada desta quarta-feira (19), o Blog do Juca, do jornalista Juca Kfouri divulgou uma nota assinada pelo presidente da Gaviões da Fiel, Rodrigo Gonzalez Tapia, o Digão. No texto intitulado 'Gavião não vota em Bolsonaro', Digão conta a história da fundação da torcida, que nasceu em época de ditadura militar.

Na nota, o presidente da Gaviões da Fiel, que hoje possui cerca de 112 mil torcedores, afirma que quem for votar no candidato à presidência Jair Bolsonaro pode "assinar a carta de saída". Digão ainda pede que a torcida repense sobre sua caminhada, caso vá apoiar Bolsonaro.

##RECOMENDA##

"É o seguinte rapaziada, vocês que apoiam um cara que vai contra todas as nossas ideias e joga no lixo o nosso passado de muitas lutas, por favor, se forem seguir apoiando esse cara, repense sobre sua caminhada dentro da Torcida", diz trecho da nota.

"Se está no Gaviões por interesses pessoais, status, para ostentar apenas uma camisa ou se beneficiar atrás de ingresso e pagar nas redes sociais que faz parte da maior torcida do Brasil, por favor, se retirem. Pode passar lá no Vip e assinar a carta de saída. Somos uma torcida que defende os direitos do nosso povo e não podemos deixar que o nosso maior representante seja contra nós e contra tudo aquilo que lutamos", completa.

O Sport enfrentou o Corinthians no último domingo (16), chegou a abrir o placar, mas acabou sendo derrotado no Itaquerão por 2 x 1. Na vice-lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro, o Leão precisa voltar a vencer na competição para poder fugir da temida zona do rebaixamento.

A próxima partida do Sport será no domingo (23), às 18h, na Ilha do Retiro, contra o Palmeiras. Visando o confronto, a equipe rubro-negra terá esta segunda-feira (17) de folga e volta a se reapresentar na terça-feira (18), no período da tarde, no seu Centro de Treinamento. 

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> Hernane será avaliado, após deixar o campo machucado

No final do primeiro tempo, Hernane Brocador, autor do gol do Sport contra o Corinthians, neste domingo (16), pela série A do Brasileirão, deu adeus ao jogo. O atacante trombou com Léo Santos e acabou machucando o ombro. Rodrigo Perez, médico do Leão, falou sobre a situação do atleta, após a partida.

“Ele teve o ombro imobilizado, tomou medicamento, e vamos esperar 24 horas para diminuir a inflamação e fazer uma ressonância magnética para saber a gravidade da lesão. Em casos de Luxação, não podemos dar um diagnóstico preciso agora para saber se é cirúrgico ou não. Não tem muito o que fazer agora”, explicou.

##RECOMENDA##

O próprio Hernane falou com a imprensa após o jogo e reclamou da atitude de Léo Santos no lance. “Não vou falar em maldade, mas ele poderia ter evitado o choque. Mas são coisa do futebol, acontece”, lamentou. 

LeiaJá também

--> Eduardo diz que abatimento não tomou conta do elenco 

--> Corinthians vira pra cima do Sport, que segue em penúltimo

A situação do Sport na Série A não é fácil. A derrota para o Corinthians, neste domingo (16), deixou o Leão na vice lanterna da competição. Porém o treinador Eduardo Baptista garantiu que o resultado não abateu seu elenco, que segue acreditando na recuperação

“O sentimento que eu tive no vestiário foi o mesmo deles. Fizemos um grande jogo, contra uma grande equipe, na casa deles. Não é fácil, mas ainda estamos no caminho certo. É doído, mas o sentimento é de confiança, de tentar corrigir os erros pontuais que têm nos prejudicado. É seguir o trabalho. Há uma tristeza, mas estão todos ansiosos para terça chegar e a gente começar de novo”, disse.

##RECOMENDA##

“Vi um grande jogo taticamente do Sport. Conseguimos neutralizar as ações do Corinthians em grande parte do jogo. No primeiro tempo, fechamos as linhas e toda vez o Jadson pegava a bola longe da área, que era uma estratégia nossa. Nós criamos algumas situações e fizemos o gol”, completou.

Sobre o próximo adversário, Eduardo alertou as qualidade do Palmeiras e pediu, novamente, o apoio do torcida. “Temos uma semana de trabalho. Felipão tá rodando o elenco, vai levar qualidade. Tem elenco com três times para brigar no topo da tabela. Preciso de novo do torcedor. Domingo conto com eles. Sei que a torcida está magoada, mas a hora é deles”, solicitou.


Corinthians e Sport se enfrentaram neste domingo (16), em Itaquera, precisando dar respostas às suas torcidas. O Timão queria vencer para apagar a má impressão do jogo de quarta-feira, quando foi acuado pelo Flamengo. Já o Leão tinha que reagir para deixar a zona de rebaixamento.

O Sport até se comportou bem, saiu na frente e tudo. Mas os velhos erros apareceram no segundo tempo e o time tomou a virada. Com o resultado, o rubro-negro segue na vice lanterna com 24 pontos. O Timão chegou a oitavo na tabela e se afastou do Z4.

##RECOMENDA##

O JOGO

O Corinthians chegou com perigo duas vezes. Em cruzamento na área, aos 9 minutos, a bola passou por Magrão, mas Roger não conseguiu acertar a cabeçada direito e mandou por cima. O mesmo Roger perdeu uma chance melhor ainda aos 20, recebendo de Jadson e pegando errado na hora de chutar, mandando à esquerda.

Logo em seguida, veio o castigo. Hernane Brocador foi derrubado na área. Ele mesmo cobrou o pênalti no meio do gol e abriu o placar. Mas a sorte virou azar para o atacante rubro-negro. No final da primeira etapa, ele trombou com Léo Santos e acabou machucando o ombro e precisou deixar a partida.

O Sport voltou para o segundo tempo mantendo a boa marcação e tentando armar um contra ataque. Mesmo assim, o Corinthians chegou bem aos 10, com Romero recebendo na direita e batendo cruzado. A bola passou tirando tinta da trave.

Mas o empate não demorou. Aos 13, após a zaga pernambucana afastar a bola de dentro da área, ela sobrou para Jadson, que bateu forte de esquerda, sem chances de defesa para Magrão.

O Sport precisou sair e acabou assustando. Neto Moura recebeu na entrada da área, girou em cima da defesa e arriscou, assustando Cássio. O Leão ainda teve mais chances de chegar, mas desperdiçou tudo.

E a displicência cobrou seu preço. Aos 43, Clayson chegou pela direita, levantou a bola na área, Romero desviou e Danilo Avelar apareceu sozinho para fazer 2 x 1, sem chances para Magrão.

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro da Série A

Local: Arena Corinthians (São Paulo)

Corinthians: Cássio; Paulo Roberto (Gabriel), Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas (Mateus Vital), Jadson, Romero e Clayson; Roger (Pedrinho). Técnico: Jair Ventura

Sport: Magrão; Ernando, Léo Ortiz, Durval e Sander; Marcão, Jair (Ferreira), Neto Moura e Morato (Andrigo); Rogério e Hernane (Matheus Peixoto). Técnico: Eduardo Baptista

Arbitragem: Rodrigo D'Alonso (SC)

Assistentes: Helton Nunes (SC) e Alex dos Santos (SC)

Gols: Jadson e Danilo Avelar (COR); Hernane (SPO)

Cartões amarelos: Ralf e Pedrinho (COR); Sander (SPO)

 

Apesar da situação delicada na tabela, com apenas 24 pontos e dentro da zona de rebaixamento, o Sport tem esperança de que possa pontuar diante do Corinthians, mesmo atuando no Itaquerão, neste domingo, às 19 horas, pela 25.ª rodada. O técnico Eduardo Baptista tem esperança até de vencer e, quem sabe, deixar o grupo da degola.

"Tirando o fator casa, é uma partida equilibrada. O Corinthians também vive um momento de pressão, estreia de um treinador, de buscar um ajuste Precisando dar uma resposta para o seu torcedor e deve sair mais para cima do Sport. Precisamos ter sabedoria para explorar isso", avaliou o treinador do Sport, que sofreu três derrotas nos últimos cinco jogos.

##RECOMENDA##

São pelo menos quatro desfalques certos em relação ao time que empatou sem gols com o Cruzeiro, na última rodada, na Ilha do Retiro, onde Magrão saiu de campo como herói ao defender um pênalti. O zagueiro Ronaldo Alves recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso, os meias Fellipe Bastos e Marlone ainda pertencem ao Corinthians e não podem jogar por força de acordo entre os dirigentes, e o lateral-direito Cláudio Winck sentiu uma lesão na coxa direita e está vetado pelos médicos. Sander sentiu um desconforto no último treino, sexta-feira, no Recife, e passou a ser dúvida na lateral esquerda.

As mudanças abrem espaço para Léo Ortiz assumir a função de zagueiro, com Jair de volante e Morato no ataque. Raul Prata é o substituto natural de Sander, caso ele não tenha condições de jogo.

"Trabalhamos o balanço dos volantes. É um setor crítico. Tem que dar uma atenção. Conseguimos evoluir e, quando jogar, aproveitar o Jair, que participa muito da criação; aproveitar o Neto, que joga bem de costas para a defesa adversária. Precisamos dar uma boa mobilidade. Servir o atacante e fazer com que o Hernane não saia tanto da área", justificou Eduardo Baptista.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando