Tópicos | Corinthians

Fora da lista de inscritos para o Campeonato Paulista, o centroavante Roger se reuniu com a diretoria do Corinthians e acertou sua saída. O jogador perdeu espaço no elenco após o retorno de Gustagol e a contratação do argentino Mauro Boselli.

Roger tinha contrato até o final do ano com o Corinthians e acerta os detalhes da rescisão. Contratado em abril do ano passado do Botafogo, o centroavante disputou 26 partidas pelo Corinthians e marcou cinco gols.

##RECOMENDA##

Roger nunca conseguiu se firmar entre os titulares. Recebeu algumas oportunidades e perdeu espaço no segundo semestre do ano passado com a chegada de Jair Ventura. O ex-treinador chegou a formar o time sem centroavante e depois improvisou o veterano Danilo no setor.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Fábio Carille comentou sobre a situação do jogador, tentou justificar a ausência na lista dos 19 inscritos para o Campeonato Paulista, mas disse que contava com ele para o decorrer da temporada.

"Tivemos uma conversa com ele. Dentro do coletivo normal teria de jogar com Boselli e Gustavo e ele ficaria de fora, não é legal, seria um desrespeito. Não foi inscrito, mas segue trabalhando. Pode aparecer possibilidade de Copa do Brasil e Brasileiro."

O Cruzeiro confirmou nesta sexta-feira a contratação do meia Marquinhos Gabriel, negociado pelo Corinthians. O jogador de 28 anos, que estava emprestado ao Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos, assinou contrato em definitivo com o time mineiro, com duração de três anos.

"É uma satisfação muito grande poder vestir essa camisa, que tem conquistado muitos títulos nos últimos anos. Estou aqui para ajudar. Espero dar conta do recado e estamos juntos nos próximos três anos", declarou o novo reforço cruzeirense, após acertar com o clube.

##RECOMENDA##

O acerto entre o jogador e o Cruzeiro já era esperado desde o início da semana. Apenas entraves burocráticas impediam a confirmação depois que o Corinthians aceitou a proposta cruzeirense.

Marquinhos Gabriel comemorou a chance de trabalhar com Mano Menezes, com quem não atuou no Corinthians. "Ele é um treinador que tem um nome muito forte no futebol brasileiro, e tem conquistado títulos aqui. A gente espera conquistar juntos. Tenho certeza que vai ser um trabalho bem consistente e maravilhoso para todos nós", declarou o jogador.

No Cruzeiro, ele vai reencontrar jogadores que foram seus colegas em outros clubes, caso do meia Robinho, com quem atuou no Avaí. "São jogadores que estão fazendo o nome deles aqui no Cruzeiro, jogadores de muita qualidade. Chego com esse intuito de poder ajudar e também fazer meu nome aqui", afirmou.

Revelado pelo Internacional, Marquinhos Gabriel teve passagens também por Sport e Bahia antes de acertar com o Palmeiras em 2014. De lá, foi jogar na Arábia Saudita, no Al-Nassr. Na sequência, voltou ao Brasil para defender o Santos, de onde saiu para o Corinthians em 2016. Ele jogou no clube paulista até 2018, quando foi emprestado ao Al-Nasr.

No time mineiro, Marquinhos Gabriel vai reforçar um meio-campo que perdeu seu principal jogador, o uruguaio Arrascaeta, para o Flamengo. Para o setor, o Cruzeiro também deve acertar em breve com Rodriguinho, outro ex-jogador do Corinthians.

A Prefeitura da cidade de São Paulo realizou nesta quinta-feira um acordo de cooperação entre os três clubes grandes da cidade para participação no combate à violência contra a mulher. A sede do município recebeu um evento em que estiveram presentes os representantes de Corinthians, Palmeiras e São Paulo, com o anúncio oficial de que irão aderir e ampliar o programa "Tem Saída", lançado em 2018 para amparar mulheres vítimas de agressões no ambiente familiar e residencial.

O prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), esteve ao lado dos presidentes Andrés Sánchez, do Corinthians, e Carlos Augusto Barros e Silva (Leco), do São Paulo, além de Paulo Roberto Buosi, presidente em exercício do Palmeiras. Além deles, estiveram presentes a secretária municipal de desenvolvimento econômico, Aline Cardoso, e a secretária municipal de direitos humanos, Berenice Giannella.

##RECOMENDA##

Clubes e a prefeitura assinaram um acordo para trabalhar conjuntamente em prol da ampliação do "Tem Saída". O programa foi feito para ajudar mulheres vítimas de violência doméstica e familiar a se inserirem no mercado de trabalho, de forma que não precisem depender da ajuda de seus cônjuges para sobreviver.

Criado em 2018, o programa visa dar autonomia financeira a mulheres por meio da geração de empregos. A ajuda se inicia no momento em que a denúncia contra o agressor é feita em uma das esferas judiciais (Ministério Público, Defensoria Pública, Poder Judiciário ou Delegacias). A partir dali, a mulher é direcionada ao Centro de Amparo ao Trabalhador (CAT), onde será cadastrada para concorrer a vagas de emprego que se adequem ao seu perfil.

Pela manhã, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e a Prefeitura publicaram uma mesma carta aberta aos seus torcedores, anunciando a adesão ao "Tem Saída" junto à prefeitura e convocando os torcedores e convidando empresas a aderirem à causa. Já no evento, os representantes dos três times grandes da capital enalteceram a participação no programa.

Secretária de Desenvolvimento Econômico da capital, Aline Cardoso espera que a adesão dos três maiores clubes de São Paulo ao programa faça com que a mensagem de combate à violência contra a mulher seja difundida. "A união de Corinthians, Palmeiras e São Paulo mostra a relevância desse tema para a sociedade. Com essa parceria, esperamos sensibilizar parte da sociedade nessa transformação cultural, encorajar mais pessoas a denunciarem seus agressores e dar uma nova perspectiva de vida a essas mulheres", explicou.

Berenice Giannella enalteceu a presença dos clubes como forma de ampliar a divulgação das informações de auxílio às mulheres que estão em situação de recuperação após terem sofrido violências familiar ou doméstica.

"Esta parceria só pode trazer benefícios, já que uma das maiores dificuldades para as vítimas de violência doméstica é conseguir enxergar a possibilidade de romper este ciclo. Muitas mulheres passam anos sendo agredidas por medo de perderem os filhos, de não terem como se sustentar, e até mesmo por não conseguirem compreender que o relacionamento em que estão é abusivo", afirmou Berenice. "Mostrar que isso é errado, oferecer apoio e possibilidade de renda a essas mulheres são etapas primordiais: a partir do momento em que as vítimas entendem que podem e devem viver sem depender do agressor, o ciclo de violência começa a ser interrompido".

Leco, presidente são-paulino, destacou a congruência do "Tem Saída" com um projeto institucional já feito pelo clube tricolor na mesma área, o "O SPFC se importa", também lançado em 2018.

"É importante usarmos essa gigantesca capacidade de mobilização que os clubes possuem na esfera esportiva para atuarmos também como agentes transformadores da sociedade. Além de colaborarmos efetivamente com o programa oferecendo vagas às mulheres vítimas de violência, esse movimento conjunto também nos permite chamar a atenção da sociedade para o tema. O engajamento em iniciativas como esta da Prefeitura de São Paulo é uma forma de alertarmos e enfrentarmos este problema com a atenção que ele merece", afirmou o mandatário tricolor, seguido também pelo palmeirense Paulo Roberto Buosi.

"O futebol é um grande agente de transformação social e o Palmeiras se sente na obrigação de participar das mudanças que visam melhorar a vida da nossa comunidade e dos nossos 16 milhões de torcedores. A violência contra a mulher é um problema intolerável e deve ser combatido com iniciativas do poder público, como o Tem Saída, e o apoio da sociedade civil. Temos orgulho em fazer parte deste movimento que ajudará as vítimas a encontrarem autonomia e dignidade", afirmou o vice de futebol, que representou o clube na ausência de Mauricio Galiotte.

Andrés Sanchez, por sua vez, deixou o evento antes do fim, enquanto o prefeito Bruno Covas falava. Antes, o cartola do Corinthians também ressaltou as iniciativas sociais que o clube alvinegro teve com campanhas publicitárias feitas nos últimos anos.

"O Corinthians é um dos clubes pioneiros na defesa intransigente da mulher e a reunião de diversas bandeiras em torno do tema demonstra que estávamos certos ao lançar a campanha #RespeitaAsMinas. É muito importante iniciativas do poder público, como o programa Tem Saída, que ajuda essa mulher vítima de violência a conquistar sua autonomia financeira e seguir em frente", afirmou.

O zagueiro Manoel foi apresentado nesta quinta-feira pelo Corinthians, no CT Joaquim Grava, em São Paulo, e vestiu a camisa com a marca do novo patrocinador master, o banco mineiro BMG, confirmado no início da tarde. O jogador de 28 anos assinou contrato por empréstimo de um ano e chega para formar dupla de zaga com Henrique.

Nas primeiras declarações, ele aproveitou para dizer que toda a polêmica que envolveu a troca do Cruzeiro para o Corinthians não foi verdadeira. Manoel teria pedido salário de R$ 500 mil, além de um auxílio moradia de R$ 50 mil. "É tudo mentira. Queria deixar claro que para estar aqui, o presidente (Andrés Sanchez) sabe disso, abri mão de muita coisa".

##RECOMENDA##

Manoel não entrou em detalhes sobre a negociação e acredita que deve estrear em breve com a camisa alvinegra. O zagueiro ficou de fora de parte da pré-temporada no Cruzeiro por causa de uma catapora. "Estou recuperado, voltei a treinar a parte física. Em torno de uma semana devo estar pronto", disse.

O técnico Fábio Carille ainda não teve tempo de conversar com o jogador. Manoel disse que sabe da importância que o treinador dá para o setor ofensivo. "Vai ser bom para eu crescer profissionalmente, vai ser muito importante", afirmou. "Mas ainda não tive muito contato com os companheiros. Tenho feito um trabalho a parte nesse início".

O Corinthians estreia no Campeonato Paulista neste domingo contra o São Caetano, na Arena Corinthians, em São Paulo. Para a partida, a dupla de zaga deverá ser formada por Marllon e Henrique. Apesar de ter feito poucos testes, será a terceira escalação de Fábio Carille no setor. No jogo-treino contra o Nacional, na semana passada, jogaram Léo Santos e Henrique e no amistoso contra o Santos, no último domingo, Pedro Henrique e Henrique.

O Corinthians confirmou nesta quinta-feira o banco mineiro BMG como novo patrocinador master. A entrevista coletiva para dar detalhes da nova parceria acontecerá na próxima terça com a presença do presidente do clube, Andrés Sanchez, e um representante da instituição bancária.

O diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, informou por meio de vídeo na TV Corinthians que já recebeu uma parte do valor combinado. "Teremos um contrato de parceira. O quanto o Corinthians vai fazer de arrecadação não tem limites. Mas um bom indicador de quanto o banco confia no sucesso disso é que nós já estamos recebendo adiantado, à vista, por conta desse resultado fantástico, R$ 30 milhões".

##RECOMENDA##

Também aproveitou para provocar o rival Palmeiras, que tem como patrocinador a Crefisa, concorrente do BMG na área de crédito consignado. "Nós queríamos alguém que fosse parceiro do clube. Alguém que viesse para a nossa camisa não porque tem ambições políticas dentro do clube", provocou em referência a Leila Pereira, hoje presidente da Crefisa, que tem pretensões de comandar o clube alviverde.

Márcio Alaor, executivo do banco BMG, que estava ao lado de Rosenberg no vídeo, informou que os torcedores podem contribuir para maior arrecadação do clube. "O Corinthians vai ganhar também. Se eles (torcedores) abrirem conta conosco, aplicarem, aderirem produtos certamente isso vai ter retorno para o clube. Não temos ambição política nenhuma".

NAS REDES - As provocações, no entanto, estão nas redes sociais desde a tarde de quarta-feira. O BMG passou a fazer posts em referência à parceira palmeirense. O banco mineiro disse que se batesse a marca de 21 mil curtidas, o número de seguidores da Crefisa na ocasião, anunciaria uma novidade às 12h30 desta quinta. A Crefisa respondeu: "a cor da inveja está tirando o seu sono?".

No início da tarde, o BMG bateu 60 mil seguidores e, conforme o prometido, confirmou o acerto com uma mensagem enigmática: "não é só patrocínio". A expectativa é que a parceria ajude também o clube a contratar reforços e também arcar com despesas como o salário dos jogadores.

Ao acertar com seu patrocinador master, o Corinthians atingirá a meta de valor estipulada para este ano com patrocinadores. A parceria será de dois anos, até o término do mandato do presidente Andrés Sanchez, e deve render por volta de R$ 30 milhões/ano ao time alvinegro.

O clube já tinha garantida a arrecadação de R$ 20 milhões do acordo com a Nike e mais R$ 15 milhões com outros três anunciantes menores: Poty, que estampa a parte de trás do calção; Universidade Brasil, no ombro; e PES, na barra da camisa. Tudo somado dá cerca de R$ 65 milhões. A diretoria estipulou arrecadar R$ 64 milhões em patrocínios na atual temporada.

O uniforme do Corinthians ainda tem potencial para render um total de R$ 80 milhões, de acordo com fontes do mercado. Ainda há três espaços a serem preenchidos na camisa. A parte que fica em cima do número, nas costas, deverá continuar com a Positivo. Faltam detalhes para a renovação.

O marketing do Corinthians também está negociando com outra empresa para estampar a barra de trás da camisa. O acordo estaria adiantado e pode ser fechado na próxima semana. Com isso, restará só a manga.

Corinthians e BMG chegaram a um acordo na última quarta-feira, o que encerrou um período de quase dois anos sem uma marca para estampar a parte mais nobre da camisa do clube. A estreia do novo uniforme será na primeira partida do Campeonato Paulista, neste domingo, contra o São Caetano, na Arena Corinthians, em São Paulo.

O Corinthians estava sem o principal anunciante no uniforme desde abril de 2017, quando encerrou o acordo com a Caixa Econômica Federal, que pagava cerca de R$ 25 milhões por ano. Para conseguir o novo patrocinador, o clube contou com a ajuda do empresário Giuliano Bertolucci, que tem boa relação com Ricardo Guimarães, dono do BMG. O agente aproximou a diretoria e o banco, facilitando a negociação.

Os patrocínios são parte dos R$ 399 milhões que o clube pretende arrecadar em 2019. O valor inclui ainda direitos de TV e renda dos jogos, entre outros.

Após acertar contrato de patrocínio com o BMG, vínculo que deve ser oficializado nesta quinta-feira, o Corinthians vai atingir a meta de valor estipulada para este ano com patrocinadores. A parceria será de dois anos, até o término do mandato do presidente Andrés Sanchez, e deve render por volta de R$ 30 milhões/ano ao time alvinegro.

O clube já tinha garantida a arrecadação de R$ 20 milhões do acordo com a Nike e mais R$ 15 milhões com outros três anunciantes menores: Poty, que estampa a parte de trás do calção; Universidade Brasil, no ombro; e PES, na barra da camisa. Tudo somado dá cerca de R$ 65 milhões. A diretoria estipulou arrecadar R$ 64 milhões em patrocínios na atual temporada.

##RECOMENDA##

O uniforme do Corinthians ainda tem potencial para render um total de R$ 80 milhões, de acordo com fontes do mercado. Ainda há três espaços a serem preenchidos na camisa. A parte que fica em cima do número, nas costas, deverá continuar com a Positivo. Faltam detalhes para a renovação.

O marketing do Corinthians também está negociando com outra empresa para estampar a barra de trás da camisa. O acordo estaria adiantado e pode ser fechado na próxima semana. Com isso, restará só a manga.

Corinthians e BMG chegaram a um acordo na quarta, o que encerrou um período de quase dois anos sem uma marca para estampar a parte mais nobre da camisa do clube. A estreia do novo uniforme será na primeira partida do Campeonato Paulista, no domingo, contra o São Caetano, em Itaquera.

O Corinthians estava sem o principal anunciante no uniforme desde abril de 2017, quando encerrou o acordo com a Caixa, que pagava cerca de R$ 25 milhões por ano. Para conseguir o novo patrocinador, o clube contou com a ajuda do empresário Giuliano Bertolucci, que tem boa relação com Ricardo Guimarães, dono do BMG. O agente aproximou a diretoria e o banco, facilitando a negociação.

Os patrocínios são parte dos R$ 399 milhões que o clube pretende arrecadar em 2019. O valor inclui ainda direitos de TV e renda dos jogos, entre outros.

O atacante Jonathas deixou o Corinthians. Pouco mais de seis meses depois de assinar com o Corinthians, o atacante teve o seu contrato de empréstimo encerrado e foi devolvido ao Hannover, da Alemanha. O vínculo iria até o fim de junho, mas o clube e o jogador concordaram em uma rescisão amigável e antecipada.

O atacante participou normalmente do treinamento desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, mas depois se despediu dos colegas. O centroavante não correspondeu às expectativas. Ele disputou apenas nove partidas e anotou um gol. O único gol foi marcado contra o São Paulo, numa derrota por 3 a 1 no Morumbi. A sua maior chance aconteceu na final da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, quando foi titular, mas ele não foi bem.

##RECOMENDA##

Membros da diretoria também se queixavam da postura do atacante fora de campo, que não lutava por espaço. O jogador justificava informando que estava com problemas pessoais.

O retorno de Gustagol após uma temporada de empréstimo ao Fortaleza e a contratação de Boselli praticamente encerraram as oportunidades de Jonathas no Corinthians. Ele era a quarta opção - Roger também disputa espaço no ataque corintiano.

Corinthians e Santos empataram por 1 a 1 em amistoso disputado neste domingo (13), em Itaquera, no primeiro teste das equipes na temporada. Foi a oportunidade inicial dos técnicos Fábio Carille e Jorge Sampaolli observarem seus elencos para as competições de 2019.

Em campo, sob olhares de 33 mil torcedores, os dois treinadores adotaram estratégias diferentes. Carille optou por uma formação mais defensiva, com a marcação atrás do meio de campo. Deixava a bola com o adversário, como é de praxe em suas equipes. Sampaoli avisou em sua apresentação que colocaria o Santos para atacar. Ele até tentou, mas encontrou dificuldade para furar as linhas defensivas do adversário.

##RECOMENDA##

O Corinthians começou com uma equipe bastante modificada em relação à temporada passada. Os recém-contratados Richard, Ramiro, André Luis e Sornoza entraram como titular, além de Gustagol, que voltou de empréstimo. E foi do centroavante o gol que abriu o placar após cruzamento de André Luis. No intervalo, ele agradeceu a Rogério Ceni, que foi seu treinador na temporada passada no Fortaleza.

"Significa muito (o gol). Depois que saí procurei trabalhar firme, aprender mais. Tenho de agradecer o Rogério Ceni (técnico do Fortaleza) que me ajudou muito e agora é dar continuidade", disse.

O Santos, que pressionava mais, era menos efetivo e só conseguiu ser perigoso em lance de bola parada e com a ajuda da zaga do adversário. Após cruzamento na área, Pedro Henrique desviou contra. Gustavo Henrique, que estava na jogada, comentou.

"Estava na bola, senti um tranco atrás de mim. Acho que foi gol contra. Foi muito bom o primeiro tempo. Conseguimos fazer o que o professor pediu nos treinamentos. Ainda sentimos um pouco o ritmo pelo começo de temporada. Estamos tentando melhorar", disse o zagueiro

Após os gols, a partida seguiu na mesma: o Santos com a bola no campo do adversário e o Corinthians tentando sair em velocidade. Em uma roubada de bola, Ramiro pegou a defesa do time de Sampaoli aberta e bateu cruzado com perigo.

As equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo. Carille esperou 15 minutos e trocou o time inteiro. Sampaoli foi mudando aos poucos. O primeiro a entrar foi Carlos Sanchez, que vinha sendo titular na temporada passada. Depois, realizou outras.

O Corinthians perdeu a qualidade no toque de bola e também do setor defensivo. O Santos seguiu melhor e chegou a balançar as redes, mas Noguera completou para as redes em posição de impedimento. A partida também ficou mais truncada no meio de campo. Nenhum dos goleiros precisou mais trabalhar. E os treinadores se cumprimentaram após o apito final. O duelo valia o troféu Gylmar dos Santos Neves e o Corinthians como levou menos cartões amarelos, ficou com a taça no final.

Os times voltam a campo no próximo fim de semana, pela primeira rodada do Paulistão. No sábado, o Santos receberá a Ferroviária, na Vila Belmiro. Também em casa, no seu estádio, o Corinthians terá pela frente o São Caetano, no domingo.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 1 SANTOS

CORINTHIANS - Cássio (Walter); Fagner (Michel Macedo), Pedro Henrique (Marllon), Henrique (Léo Santos) e Danilo Avelar (Douglas); Richard (Thiaguinho), Ramiro (Araos) e Jadson (Mateus Vital); André Luis (Marquinhos), Gustagol (Roger) e Sornoza (Gustavo Mosquito). Técnico: Fábio Carille.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz (Daniel Guedes), Luiz Felipe (Fabián Noguera), Gustavo Henrique e Orinho (Yuri); Alison (Guilherme Nunes), Diego Pituca (Copete) e Jean Mota (Arthur Gomes); Derlis González (Carlos Sanchez), Felippe Cardoso (Eduardo Sasha)e Bruno Henrique (Yuri Alberto). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Gustagol, aos quatro, e Pedro Henrique (contra) aos 24 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ramiro, Thiaguinho e Araos (Corinthians); Victor Ferraz, Daniel Guedes, Guilherme Nunes e Yuri Alberto (Santos).

ÁRBITRO - Vinicius Furlan.

PÚBLICO - 32.954 pagantes (33.173 no total).

RENDA - R$ 868.451,00.

LOCAL - Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

A CBF divulgou nesta sexta-feira a tabela detalhada da primeira fase da Copa do Brasil, com os seus 40 jogos marcados para serem disputados entre 5 e 14 de fevereiro. E o confronto que iniciará a competição vai ser River-PI x Fluminense, em Teresina no dia 5, às 21h30.

No dia seguinte, será a vez de Santos e Vasco entrarem em ação na Copa do Brasil. Também em Teresina, o clube da Vila Belmiro terá pela frente o Altos, às 19h15. Logo depois, às 21h30, o time de São Januário vai enfrentar o Juazeirense, na Bahia.

##RECOMENDA##

A estreia do Corinthians na Copa do Brasil será em 7 de fevereiro, no Castelão, contra o Ferroviário, às 21 horas. Já o Botafogo só vai atuar pela competição nacional no dia 13, quando visitará, no Mato Grosso do Sul, em local ainda a ser determinado, o Operário.

Assim como ocorreu em anos recentes, a primeira fase da Copa do Brasil é disputada em jogo único, com mando do time pior posicionado no ranking da CBF, mas com o visitante tendo a vantagem de só precisar do empate para avançar à etapa seguinte. A segunda fase também se dará em jogo único, mas com o mando de campo sendo sorteado e o empate levando a definição do duelo para os pênaltis.

A terceira e quarta fases da Copa do Brasil são realizadas em jogos de ida e volta. Da quarta etapa, então, sairão os cinco representantes que se juntarão a Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético-MG, Cruzeiro e Atlético-PR (os representantes do País na Libertadores), Sampaio Corrêa (campeão da Copa do Nordeste), Paysandu (campeão da Copa Verde) e Fortaleza (campeão da Série B) para a disputa das oitavas de final.

Confira os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil:

River-PI x Fluminense - 05/02, 21h30

Votoporanguense-SP x Ypiranga-RS - 06/02, 17h

Americano-RJ x Londrina - 06/02, 17h

Altos-PI x Santos - 06/02, 19h15

Foz do Iguaçu x Boa - 06/02, 20h30

Imperatriz-MA x Náutico - 06/02, 20h30

Sobradinho-DF x América-RN - 06/02, 20h30

Brusque x Atlético-GO - 06/02, 20h30

Central-PE x Ceará - 06/02, 21h30

São Raimundo-RR x América-MG - 06/02, 21h30

Palmas x Juventude - 06/02, 21h30

Corumbaense-MS x Luverdense-MT - 06/02, 21h30

Santa Cruz-RN x Tupi-MG - 06/02, 21h30

Atlético-CE x Joinville - 06/02, 21h30

Itabaiana-SE x Paraná - 06/02, 21h30

Juazeirense-BA x Vasco - 06/02, 21h30

Sinop x Santa Cruz - 06/02, 21h30

Ferroviário-CE x Corinthians - 07/02, 21h

Mixto-MT x CSA - 07/02, 21h30

Aparecidense-GO x Ponte Preta - 12/02, 19h15

Galvez-AC x ABC - 12/02, 23h30

Avenida-RS x Guarani - 13/02, 17h

São José-RS x Chapecoense - 13/02, 19h

URT-MG x Coritiba - 13/02, 19h

Sergipe x Goiás - 13/02, 20h30

Brasiliense x CRB - 13/02, 20h30

Serra-ES x Remo - 13/02, 20h30

Bragantino-PA x Asa - 13/02, 21h30

Campinense-PB x Botafogo - 13/02, 21h30

Ypiranga-RS x Cuiabá-MT - 13/02, 21h30

São Raimundo-PA x Criciúma - 13/02, 21h30

Tombense-MG x Sport - 13/02, 21h30

Operário-MS x Botafogo-PB - 13/02, 21h30

Real Desportivo-RO x Avaí - 13/02, 21h30

Moto Club x Vitória - 13/02, 22h15

Manaus x Vila Nova-GO - 13/02, 22h30

Rio Branco-AC x Bahia - 13/02, 22h30

Tubarão-SC x Brasil-RS - 14/02, 19h

Boavista-RJ x Figueirense - 14/02, 21h15

Fast-AM x Oeste - 14/02, 22h30

O atacante Junior Dutra foi anunciado nesta sexta-feira como novo reforço do Al-Nasr, clube dos Emirados Árabes Unidos. O jogador ainda pertence ao Corinthians e assinou um contrato de empréstimo por seis meses.

"Quando recebi a proposta vi com bons olhos a possibilidade de voltar a jogar no futebol do mundo árabe (ele já atuou no Al-Arabi, do Catar). Gostei muito do clube, fui bem recebido e tive uma ótima conversa com o treinador. Estou muito motivado e focado em fazer um grande ano aqui no Al-Nasr. É um dos principais clubes dos Emirados Árabes e vim para cá com intuito de conquistar títulos, afinal fui campeão na Bélgica, Japão e no Brasil", disse o jogador.

##RECOMENDA##

No Al-Nasr, ele será companheiro de Marquinhos Gabriel, outro atleta que pertence ao Corinthians. Junior Dutra foi contratado pelo time alvinegro no início do ano passado junto ao Avaí. Ele fez apenas 24 jogos, marcou três gols e foi emprestado ao Fluminense, em julho. Na equipe tricolor, entrou em campo em 18 oportunidades e não conseguiu balançar as redes.

O Corinthians agora procura um clube para o meia Giovanni Augusto e o lateral-esquerdo Moisés, que retornaram de empréstimo junto ao Vasco e o Botafogo, respectivamente. O centroavante Jonathas é outro que está fora dos planos do técnico Fábio Carille e também deve ser negociado.

No início da semana, o São Bento confirmou acerto com o atacante Bruno Paulo, por empréstimo. O Corinthians já garantiu na atual temporada o empréstimo de outros atletas: Mantuan (Ponte Preta), Marlone (Goiás), Camacho (Atlético-PR), Jean (Botafogo), Matheus Vidotto (Figueirense), Paulo Roberto (Fortaleza), Guilherme (Bahia) e Matheus Matias (Ceará).

O atacante Vagner Love está há sete meses sem receber salários no Besiktas. Na mira do Corinthians, o centroavante ainda tem mais um ano e meio de contrato com o clube turco, mas espera rescindir o vínculo até o final deste mês.

O empresário do jogador, Evandro Ferreira, disse em entrevista ao Estado que já acionou formalmente o Besiktas para que pague os salários atrasados e encerre o contrato do jogador. "Inicialmente estamos tentando de maneira amistosa. Se não houver acordo, acionaremos a Fifa", informou.

##RECOMENDA##

O agente não deu prazo para procurar a entidade máxima do futebol. "Depende do Vagner Love. Enquanto ele tiver paciência para esperar. Mas esperamos que se resolva ainda em janeiro para que ele possa voltar a jogar o quanto antes".

O atacante está treinando em separado do elenco e não tem sido relacionado para as partidas. A Fifa autoriza a rescisão de contrato com qualquer clube que atrase mais de três meses de salários.

Em entrevista no início da semana, o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, admitiu que está monitorando a situação de Love na Turquia. Evandro disse que conversou por duas vezes com dirigentes do clube paulista, mas que ainda não existe uma proposta formal. "Não queremos negociar com nenhum outro clube ainda", disse.

Ele justificou a decisão lembrando uma frustrada conversa na temporada passada com o Santos. "Acertamos tudo com eles, mas chegou na hora e o Besiktas não liberou. Queremos primeiro acertar essa rescisão para depois conversar", comentou.

Evandro informou que não há preferência por um time em especial. "O Vagner Love não tem empecilho de jogar no exterior ou no Brasil. Assim que conseguirmos a liberação, vamos começar a analisar as propostas. Só não podemos abrir mão de nada para acertar com um time. O Vagner já tem uma idade que não dá para dispensar um valor para acertar a saída", comentou.

Vagner Love, atualmente com 34 anos, teve boa passagem pelo Corinthians em 2015, quando ajudou na conquista do título do Campeonato Brasileiro. O centroavante demorou um pouco para engrenar na temporada, mas finalizou aquele ano em alta. Love deixou o time após disputar 50 jogos e marcar 16 gols, se transferindo para o Monaco.

O Corinthians perdeu o jogo-treino para o Nacional por 1 a 0. A partida foi disputada na manhã desta quinta-feira no CT Joaquim Grava. Os titulares atuaram no primeiro tempo e os reservas no segundo e a maior parte dos reforços ficaram ainda de fora.

O técnico Fábio Carille mandou a campo a equipe com Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Thiaguinho e Jadson; Pedrinho, Roger e Clayson. O volante Ramiro, o meia Sornoza e o atacante André Luis fizeram um trabalho à parte junto com Romero, que se reapresentou mais tarde que os demais companheiros.

##RECOMENDA##

Obviamente, os jogadores sentiram a falta de ritmo. Erraram muitos passes e fizeram um primeiro tempo equilibrado com o adversário. O volante Thiaguinho justificou que o Nacional estava treinando há mais tempo. "Eles se reapresentaram antes, sentimos ainda um pouco de dificuldade por ser o início da temporada", disse à Corinthians TV. O rival desta manhã vem treinando desde o início de novembro.

Clayson se movimentou bastante pelo lado esquerdo e criou a primeira oportunidade em chute que bateu na zaga e ficou fácil para o goleiro. Pedrinho também, em jogada individual, invadiu a área, mas bateu para fora. Roger arriscou em chute cruzado e depois cabeceou em cima do goleiro.

Do outro lado, Bruno Nunes foi o grande carrasco. Primeiro, girou em cima de Léo Santos e acertou o travessão. Depois, marcou o gol da vitória, de pênalti. O Nacional acertou contra-ataque e Ralf derrubou Matheus Lu na área. Bruno Nunes bateu e fez.

No segundo tempo, o Corinthians jogou com Walter; Michel Macedo, Marllon, Pedro Henrique e Douglas; Richard, Araos e Mateus Vital; Sergio Diaz, Gustagol e Gustavo Mosquito. A partida esfriou um pouco. O time alvinegro, que jogou de azul, criou as principais oportunidades com Mosquito, em jogadas de velocidade pelo lado esquerdo. Gustagol teve uma chance de cabeça, mas no final das contas o placar permaneceu o da etapa inicial.

O Corinthians terá novo teste no domingo em amistoso contra o Santos, em Itaquera. A estreia no Campeonato Paulista será no dia 20, contra o São Caetano, em casa.

André - Ao fim do treinamento o Corinthians apresentou o atacante André, destaque da Ponte Preta na série B de 2018. O jogador que marcou 11 gols pelo time campineiro disse que encara a chegada ao timão como maior desafio da carreira. "Eu só tirei uma semana de férias e depois já comecei a me preparar para vir aqui. É a maior chance da minha vida", disse ele, que revelou ter contratado um personal trainer para manter a forma física no período em que esteve parado.

O Corinthians confirmou nesta terça-feira a contratação do meia Sornoza. O jogador equatoriano já vinha treinando no CT Joaquim Grava, mas ainda aguardava a regularização de seus documentos para poder ser oficializado.

O diretor de futebol, Duilio Monteiro Alves, disse que a situação foi resolvida na tarde de segunda-feira. Sornoza, que disputou a última temporada pelo Fluminense, assinou contrato válido por quatro anos, até o fim de 2022.

##RECOMENDA##

No time carioca, o equatoriano fez 96 partidas e marcou dez gols. Antes, ele passou pelo Independiente Del Valle, do Equador, quando chegou à final da Copa Libertadores, em 2016. Ele é o quarto ex-jogador do Fluminense que fará parte do atual elenco do Corinthians.

Sornoza jogou com os outros três no time carioca: o zagueiro Henrique e os volantes Douglas e Richard. Ele será o primeiro equatoriano a atuar com a camisa do Corinthians e é a sétima contratação confirmada na temporada.

Além do meio-campista, o Corinthians já confirmou o lateral-direito Michel Macedo, os volantes Richard e Ramiro e os atacantes André Luis, Gustavo Mosquito e Mauro Boselli. O clube ainda tenta fechar a contratação do atacante Luan, do Atlético-MG.

 

O Corinthians oficializou, na tarde desta sexta-feira, a contratação do atacante Mauro Boselli. O jogador argentino, de 33 anos, desembarcou durante a manhã no Aeroporto de Guarulhos, de onde seguiu para a realização de exames médicos que antecederam a oficialização da sua chegada.

Boselli estava no futebol do México, onde defendia o León desde 2013. Nesse período, se tornou o segundo maior artilheiro da história do clube, com 130 gols marcados. Ele assinou um pré-contrato para, após a regularização da documentação, firmar um vínculo por duas temporadas, com possibilidade de prorrogação por uma terceira.

##RECOMENDA##

"Olá, Fiel! Quero dizer que estou muito feliz de estar aqui, é um grande desafio que terei. Me sinto orgulhoso de vestir essa camisa e deixarei tudo em campo para manter o nome da instituição no topo. Vou dar todo meu esforço para ajudar a equipe. E vai Corinthians!", disse o atacante em sua chegada ao CT Dr. Joaquim Grava.

Boselli chega ao Corinthians como grande aposta para o seu setor ofensivo, criticado na última temporada pela falta de uma referência no ataque, problema que se intensificou após a saída de Jô, no fim de 2017, fracassando em 2018 quando apostou em nomes como Jonatas e Roger.

O argentino foi revelado pelo Boca Juniors, pelo qual participou da conquista da Copa Libertadores de 2007, ainda que como reserva. Dois anos depois, voltou a ser campeão continental, mas tendo atuação decisiva pelo Estudiantes, sendo o artilheiro do time argentino e tendo marcado o gol do título na decisão contra o Cruzeiro. Na Europa, Boselli defendeu o time B do Málaga, na Espanha, o Wigan, da Inglaterra, além do Genoa e do Palermo, ambos da Itália. Além disso, defendeu a seleção argentina em quatro partidas em 2009.

Com a chegada de Boselli, o Corinthians contará com cinco estrangeiros no seu elenco, sendo que os outros são os paraguaios Ángel Romero e Sergio Díaz, o chileno Ángelo Araos e o equatoriano Sornoza, que ainda não teve a sua contratação oficializada. E além dos estrangeiros, o clube paulista já se reforçou para a próxima temporada com o lateral Michel Macedo, o volante Richard, o meia Ramiro e os atacantes André Luis e Gustavo Silva.

As estreias dos técnicos Fábio Carille, no Corinthians, e Jorge Sampaoli, no Santos, devem ocorrer em 13 de janeiro. As diretorias dos dois clubes negociam para os times realizarem um amistoso na Arena Corinthians como preparação para os elencos adquirirem ritmo de jogo a uma semana do primeiro compromisso oficial na temporada, pelo Campeonato Paulista.

Os clubes têm negociado detalhes, como a divisão da renda e a possibilidade de o encontro contar com duas torcidas, algo vetado em São Paulo por questões de segurança. Os dois elencos estão em férias e voltam aos trabalhos no início de janeiro, quando começarão a pré-temporada. O Corinthians estreia em casa contra o São Caetano, dia 20, e o Santos inicia a campanha um dia antes, contra a Ferroviária, na Vila Belmiro.

##RECOMENDA##

O Corinthians também avalia a possibilidade de realizar um segundo amistoso, no dia 16, quarta-feira, com adversário e locais ainda indefinidos. O intuito da comissão técnica é de usar as partidas para avaliar os jogadores e escalar um time diferente em cada tempo.

O possível clássico teria como atrações os técnicos. Carille retornou ao Corinthians neste mês, após passagem rápida pelo futebol da Arábia Saudita. Já Sampaoli deixou o comando da seleção argentina após a Copa do Mundo da Rússia. Ele aceitou o desafio de trabalhar no Brasil ao assinar contrato de duas temporadas com o Santos.

O Vila Nova aproveitou o clima de Natal para anunciar nesta segunda-feira o seu principal reforço para a temporada de 2019. O meia Danilo, de 39 anos, ex-Corinthians, assinou com o clube até o final de dezembro do ano que vem. O jogador era cobiçado pelo rival Goiás, mas optou por, provavelmente, encerrar a carreira no clube colorado.

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Desde que saiu do Corinthians, Danilo deixou claro a sua vontade de jogar por mais um ano. Dirigentes do Goiás levaram a público o desejo de que o atleta encerrasse a carreira na equipe, mas o discurso caiu por terra após o vice-presidente Mauro Machado afirmar que o meia não estava no planejamento, apesar de ter portas abertas no clube esmeraldino.

Com o planejamento de buscar o acesso na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vila Nova não poupou esforços para anunciar o meia, que tinha a intenção de voltar para a capital goiana. Ele é o sexto reforço do time para o Campeonato Goiano.

Antes de Danilo, o Vila Nova acertou com os goleiros Cleriston, ex-Iporá-GO, e Saulo, ex-Botafogo, o lateral-direito Felipe Rodrigues, ex-Guarani, o meia Denner, também com passagem pelo clube de Campinas (SP), e com o atacante Michel Douglas, ex-CSA.

CARREIRA - Danilo foi revelado pelo Goiás, onde ficou de 1996 até 2003. Contratado pelo São Paulo, levou o clube do Morumbi ao título da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa em 2005, competições que voltou a conquistar em 2012 pelo Corinthians.

Após três anos de São Paulo, Danilo foi para o Kashima Antlers, do Japão, até retornar ao Brasil para defender o Corinthians, entre os anos de 2010 a 2018. Na equipe alvinegra conquistou também três Brasileiros, dois Campeonatos Paulistas e uma Recopa Sul-Americana.

O Corinthians está negociando com o centroavante argentino Mauro Boselli, de 33 anos. O jogador disputou a última temporada pelo León, do México, e ainda teria mais seis meses de contrato com o clube mexicano. No entanto, o time não demonstrou interesse pela renovação e o atacante já pode assinar um pré-contrato com outra equipe sem custos.

Para contar com Boselli em janeiro, o Corinthians terá que pagar um valor ao León. O centroavante também interessa a outras equipes do futebol mexicano e brasileiro. O Grêmio é uma das equipes que tenta a contratação.

##RECOMENDA##

Boselli publicou mensagem nas redes sociais recentemente para explicar a sua situação com o León. Na mensagem, ele informou que a renovação não aconteceu pela falta de interesse da diretoria do clube mexicano e não porque pediu um salário mais alto. Na temporada mais recente, marcou nove gols em 22 partidas.

No currículo, o centroavante tem duas conquistas da Copa Libertadores, além de quatro convocações para a seleção argentina - foi chamado em 2009, quando a equipe era comandada por Diego Maradona. A primeira conquista continental aconteceu em 2007. Na ocasião, ele ainda era reserva do Boca Juniors, clube pelo qual foi revelado em 2003. O camisa 9 daquela equipe era Martín Palermo.

O segundo título da Libertadores foi como titular do Estudiantes, em 2009. O centroavante foi fundamental na conquista e terminou a competição na artilharia, com oito gols. Além das equipes argentinas, Boselli também teve passagem discreta pelo futebol europeu. Atuou pelo Málaga, da Espanha, Wigan Athletic, da Inglaterra, e ainda atuou poucas partidas pelo Genoa, da Itália, em 2011.

No mesmo ano, no entanto, voltou para o Estudiantes e ficou por uma temporada. Em 2013 foi contratado pelo León e neste mesmo ano ajudou a equipe a faturar o título nacional. Além de Boselli, o Corinthians também está de olho em outros centroavantes, como Diego Tardelli e Marcelo Moreno.

O presidente Andrés Sanchez entrevistou o técnico Fábio Carille para a TV Corinthians. O mandatário levantou algumas das principais questões que surgiram durante a negociação do treinador com o clube, como por exemplo: que uma possível relação ruim entre eles tivesse causado a saída para o futebol árabe.

"Muito se falou sobre isso. Sei o quanto o Andrés se esforçou para que eu ficasse no clube. Nossa relação sempre foi muito boa nesses nove anos e meio que tenho de Corinthians. Foram várias situações que me levaram sair. Minha saída não foi por isso", resumiu Carille.

##RECOMENDA##

O treinador voltou ao Corinthians após um período de nove meses no Al Wehda, da Arábia Saudita. O mandatário aproveitou para lembrar que Carille chegou a receber propostas melhores do que a do time alvinegro. "Não houve leilão, não houve nada. Mas ele se sentiu no dever de voltar para dar alegria ao nosso torcedor", disse Andrés.

"Queria acrescentar também que houve interesse de clubes da China e do Japão também, mas a gente deu por encerrado. Vamos juntos para que a gente consiga estar sempre na parte de cima", emendou Carille.

A contratação do treinador atendeu aos pedidos dos torcedores, que veem nele a salvação pelo péssimo final de temporada que o Corinthians teve. Carille deixou o Corinthians após conquistar o Campeonato Paulista em 2017 e 2018 e o Campeonato Brasileiro do ano passado.

"Mexeu comigo na Arábia Saudita quando começaram os comentários dos torcedores. Sei que a responsabilidade agora é muito maior do que era antes. Mas me sinto preparado, sei que tenho o apoio da diretoria e atletas e comissão para realizar um bom trabalho", afirmou.

Sobre as contratações, Carille saiu pela tangente e não revelou nomes. "Estamos trabalhando muito em conjunto com a diretoria desde que cheguei ao Brasil. Sabemos da situação do clube e do que precisa chegar. Vou ficar feliz se concretizar os negócios com o que a diretoria vem trabalhando", comentou o técnico.

Até agora, o clube confirmou cinco reforços para a próxima temporada. Uma delas, a do volante Ramiro, atendeu ao pedido do treinador. A diretoria também confirmou o lateral-direito Michel Macedo, o volante Richard e os atacantes André Luis e Gustavo Mosquito. O meia equatoriano Sornoza realizou exames médicos e deve ser o próximo anunciado. O atacante Luan, do Atlético-MG, também está perto de reforçar o time.

O Corinthians ainda busca um centroavante para a próxima temporada. Passou o ano atrás desse jogador. Sonha com Diego Tardelli e também está de olho em outras opções no mercado - sondou Gabriel, Vagner Love e Marcelo Moreno, por exemplo. A falta de um camisa 9 para ser titular, porém, não é novidade para o técnico Fábio Carille, que está de volta ao clube após passagem de sete meses pelo Al-Wehda, da Arábia Saudita.

Quando conquistou o Campeonato Paulista no início do ano e nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, período em que deixou o time alvinegro, Carille já estava colocando uma equipe em campo sem um jogador de referência na área.

##RECOMENDA##

Não por preferência do treinador, mas por necessidade. Em 2017, Carille ergueu os troféus do Paulistão e do Brasileirão com Jô centralizado na frente. Com a venda do seu então artilheiro para o futebol japonês, o técnico iniciou a temporada passada sem muitas opções ofensivas e montou o Corinthians com quatro jogadores de movimentação na frente: Jadson, Rodriguinho e Romero, titulares absolutos, além de Pedrinho, Clayson e Mateus Vital, que se revezavam na formação.

Com a política de não gastar muito em contratações, e há um ano sem que alguém se firme como referência no ataque, por enquanto Carille deverá manter a formação tática da sua passagem inicial. São seis remanescentes do começo do ano: Cássio, Fagner, Henrique, Jadson, Romero e Pedrinho.

As novidades no esboço do time para 2019 são as presenças dos volantes Richard e Ramiro e do meia equatoriano Sornoza - três contratações negociadas. Carille também deve começar o ano com os jovens Léo Santos e Carlos Augusto, um na zaga e outro na lateral-esquerda - esses dois já vinham atuando com Jair Ventura, demitido no início do mês.

As peças que Carille perdeu para 2019, no entanto, foram fundamentais na última conquista do Corinthians. As saídas do zagueiro paraguaio Balbuena, do lateral-esquerdo Sidcley, do volante Maycon e do meia Rodriguinho arruinaram o segundo semestre do time, que fechou o Brasileirão a dois pontos do rebaixamento. Segundo o orçamento aprovado pelo Conselho Deliberativo, o clube faturou R$ 110 milhões com negociações de atletas.

O investimento, até agora, não foi à altura. A contratação mais cara foi a do meia Sornoza. O clube não confirma oficialmente, mas pagou cerca de R$ 10 milhões para contar com o equatoriano que disputou o Brasileirão pelo Fluminense - fez exames médicos, mas não foi oficializado.

Além dos três reforços que surgem como opções do time para a próxima temporada, o Corinthians já trouxe outros três atletas: o lateral-direito Michel Macedo e os atacantes André Luis e Gustavo Mosquito. O clube ainda tenta fechar a contratação do atacante Luan, do Atlético-MG, do lateral-esquerdo Uendel, que teve passagem pelo Corinthians e hoje está no Internacional. Além, é claro, do centroavante.

No elenco, Carille conta com Roger e Jonathas, que não conseguiram se firmar neste ano. Também é esperado o retorno de Gustavo, o Gustagol, que disputou a última temporada emprestado ao Fortaleza e foi bem.

A diretoria observa mais opções. Diego Tardelli está livre depois de não renovar com o Shandong Luneng, da China. O jogador de 33 anos ainda analisa propostas de clubes de fora do Brasil, a sua primeira opção. Para jogar no Corinthians, ele teria de aceitar salário dentro do teto do clube, que é de R$ 500 mil.

Marcelo Moreno, de 31 anos, tem situação semelhante. O vínculo com o Changchun Yatai, também da China, terminou e ele está livre. Vagner Love está no Besiktas, da Turquia, e tem mais dois anos de acordo. Gabriel pertence à Internazionale e estava no Santos em 2018. O salário também é um empecilho.

Um dia depois do sorteio dos grupos e dos confrontos das fases preliminares, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou nesta terça-feira (19) a tabela com dias e horários dos jogos da competição continental. Oito clubes brasileiros estão na disputa em 2019 e o primeiro a entrar em campo será o Atlético-MG. Pela segunda fase preliminar, enfrentará o Danubio, no Uruguai, no dia 5 de fevereiro (terça), às 19h15 (de Brasília). A volta acontecerá uma semana depois, em Belo Horizonte.

Nesta mesma fase está o São Paulo, que fará o seu primeiro jogo no dia 6 de fevereiro, uma quarta-feira, contra o Talleres, na cidade de Córdoba, na Argentina, a partir das 21h30. O duelo da volta será exatamente sete dias depois, no mesmo horário, no estádio do Morumbi, na capital paulista.

##RECOMENDA##

Caso avancem na competição, Atlético-MG e São Paulo jogarão nas duas semanas seguintes pela terceira e última fase preliminar. Daí, se conseguirem a classificação, já estão na fase de grupos, que tem seu início previsto para o dia 5 de março.

Na primeira rodada, entre 5 e 7 de março, todos os outros seis clubes brasileiros na disputa, já garantidos na fase de grupos, farão as suas estreias como visitante. O Palmeiras jogará na Colômbia contra o Junior Barranquilla; o Athletico-PR terá pela frente o Deportes Tolima, também em solo colombiano; o Cruzeiro estará na Argentina para pegar o Huracán; o Grêmio visitará o Rosario Central, também no país vizinho; o Flamengo atuará na Bolívia contra um rival a ser definido; e o Internacional poderá estrear na capital paulista se o São Paulo avançar.

Após seis rodadas em cada uma das oito chaves, a fase de grupos terá o seu término entre os dias 7 e 9 de maio. Os dois melhores de cada chave avançam às oitavas de final e os terceiros colocados serão deslocados para a Copa Sul-Americana.

SUL-AMERICANA - Os seis representantes do Brasil jogarão pela primeira fase da competição no mês de fevereiro. A primeira a estrear é a Chapecoense, campeã em 2016, que jogará contra o Unión La Calera, no Chile, no dia 5. O Botafogo faz seu primeiro jogo no dia seguinte contra o Defensa y Justicia, da Argentina, no Rio de Janeiro, e o Bahia recebe o Liverpool, do Uruguai, em Salvador, no dia 7.

Na segunda semana de jogos, será a vez dos outros três clubes estrearem. O Santos joga no Uruguai contra o River Plate, no dia 12, o Fluminense recebe o Deportivo Antofagasta, do Chile, no Rio de Janeiro, no dia seguinte, e o Corinthians encara o Racing, da Argentina, em São Paulo, no dia 14. Os duelos de volta acontecerão entre os dias 19 e 27.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando