Tópicos | Samsung

A Samsung está realizando uma promoção e vendendo milhares de smartphones sem acesso à internet para ajudar estudantes a se darem bem na escola. Os telefones modelo Galaxy J2 Pro - que são vendidos por US$ 190 (ou R$ 650) - vêm com apenas quatro aplicativos instalados e só funcionam para chamadas e mensagens de texto.

A promoção é limitada a alunos do ensino médio na Coréia do Sul, enquanto eles se preparam para o Suneung - um importante exame de ingresso na universidade similar ao Enem. Os smartphones vêm nas cores preto ou dourado, têm display Super AMOLED de 5 polegadas, processador quad-core e 1,5 GB de memória RAM.

##RECOMENDA##

Há também um aplicativo de dicionário instalado, outro de calendário, calculadora e acesso à rádio FM. Embora não seja possível entrar no Instagram, o celular da Samsung possui uma câmera frontal de 5 megapixels e outra de 8 megapixels na parte de trás.

Depois que os alunos concluírem o teste exaustivo, eles podem trocar o telefone por um Galaxy S, Galaxy Note ou um telefone da série Galaxy A, recebendo de volta o valor pago no Galaxy J2 Pro. Ao que tudo indica, a Samsung não tem planos de realizar a promoção fora da Coreia do Sul.

LeiaJá também

--> Uso exagerado do celular causa briga em 55% dos casais

A Samsung anunciou nesta terça-feira (27) que começará a vender seus novos smartphones top de linha no Brasil em 20 de abril. Os aparelhos, anunciados em fevereiro, chegam ao mercado nacional por R$ 4,3 mil para o Galaxy S9 e R$ 4,9 mil para o Galaxy S9+.

Os novos aparelhos da Samsung possuem tecnologia de realidade aumentada que permite criar emojis a partir da expressão facial do usuário. Recurso parecido com que a Apple lançou no iPhone X.

##RECOMENDA##

Já a plataforma de inteligência Bixby consegue fornecer informações úteis sobre o que estiver ao redor do dono do telefone. A ferramenta também consegue traduzir línguas estrangeiras e converter moedas em tempo real.

As telas Super AMOLED de 5,8 polegadas (Galaxy S9) e 6,2 polegadas (Galaxy S9+) agora trazem ainda menos bordas, e podem ser vistas mesmo com luz do sol direta sobre o aparelho, por conta do aprimoramento do contraste adaptativo.

Por dentro, os smartphones também não fazem feio e trazem processador octa-core de 2.8 GHz e 4 GB. O Galaxy S9+ tem 6 GB de RAM. A capacidade de armazenamento é de 128 GB e pode ser expandida para até mais 400 GB.

Os modelos possuem resistência à água e poeira. Outro grande destaque da nova linha está na câmera traseira dupla de 12 megapixels, que tem abertura variável para permitir automaticamente a entrada de mais luz quando o ambiente está escuro. O sensor de selfies produz fotografias em 8 megapixels.

Os lançamentos vêm com três tipos de autenticação biométrica (leitura de íris, impressão digital e reconhecimento facial) para garantir que somente o usuário tenha acesso aos aplicativos e conteúdos do smartphone. Ficou interessado? A pré-venda dos aparelhos será iniciada no dia 28 de março.

Segundo a Samsung, os clientes que comprarem Galaxy S9 ou S9+ na pré-venda e se cadastrarem no site da marca, anexando a nota fiscal do produto e preenchendo os dados solicitados, ganharão um DeX e um carregador sem fio de carga rápida. Os aparelhos estarão disponíveis nas cores preto, cinza titânio e ultravioleta.

LeiaJá também

--> Uso exagerado de celulares pode causar rugas e flacidez

Os mais recentes smartphones da Samsung, o Galaxy S9 e o Galaxy S9+, foram disponibilizados para compra nesta sexta-feira (16). Anunciados no final de fevereiro, os dispositivos começam a ser comercializados em 70 mercados, dentre eles EUA, China, Coreia do Sul e alguns países europeus. No Brasil, eles serão anunciados apenas no dia 27 de março.

Nos EUA, o preço do Galaxy S9 (64 GB) foi fixado em US$ 719 (R$ 2.362). Já o Galaxy S9+ sai por US$ 839 (R$ 2.757). Os smartphones contam com o famoso display infinito da Samsung e o reconhecimento facial para desbloqueios (também usado no iPhone X). O sensor de digitais continua na parte traseira dos aparelhos.

##RECOMENDA##

O grande destaque dos smartphones, porém, está na câmera traseira dupla de 12 megapixels que possui abertura variável para permitir automaticamente a entrada de mais luz quando o ambiente está escuro. O sensor de selfies produz fotografias em 8 megapixels. O Galaxy S9+, inclusive, recentemente foi eleito o smartphone com a melhor câmera disponível atualmente.

LeiaJá também

--> Mais fino, Galaxy J2 Pro chega ao Brasil por R$ 749

A Samsung lançou um aplicativo criado para promover a economia de dados móveis e gerenciamento de privacidade nos smartphones, ajudando o usuário a fazer seu pacote de internet durar até o fim do mês. Chamado Samsung Max, o serviço está disponível gratuitamente na Google Play e virá instalado em alguns smartphones da marca.

Um dos principais destaques do aplicativo é o modo de economia de dados, que promete fazer o seu plano funcionar de forma otimizada para durar bem mais. O recurso oferece avisos inteligentes sobre quais aplicativos estão consumindo mais internet móvel e consegue até mesmo compactar imagens, vídeos, arquivos de música e páginas da web.

##RECOMENDA##

Os usuários também podem gerenciar permissões de uso de dados para aplicativos específicos e adaptar o consumo de internet às suas necessidades individuais. Outra funcionalidade do aplicativo permite reforçar a proteção na web quando você se conecta a uma rede Wi-Fi pública e insegura.

O Samsung Max virá pré-instalado em todos os smartphones da série Galaxy A e Galaxy J na Índia, Argentina, Brasil, Indonésia, México, Nigéria, África do Sul, Tailândia e Vietnã. Os usuários poderão ainda baixar aplicativo em outros dispositivos da marca, por meio das lojas Google Play ou Galaxy Apps.

LeiaJá também

--> Mais fino, Galaxy J2 Pro chega ao Brasil por R$ 749

A Samsung anunciou a chegada do Galaxy J2 Pro no Brasil. O smartphone, que traz visual repaginado e corpo mais fino e ergonômico, chega para atender o público que deseja um celular com menor custo, mas que ainda assim disponha de funções para o dia a dia. Entre os destaques está a tela de 5 polegadas com tecnologia Super AMOLED, a mesma utilizada em modelos mais caros da marca.

O Galaxy J2 Pro tem câmeras traseira de 8 megapixels e frontal de 5 megapixels. Para quem ama tirar selfies, o novo smartphone conta com flash frontal e possui atalhos que vão facilitar os cliques. O modelo possui capacidade de armazenamento de 16 GB, além de entrada para cartão MicroSD, tornando possível estender a memória interna em mais 400 GB. A bateria tem 2.600 mAh.

##RECOMENDA##

Para quem procura mais privacidade, o Galaxy J2 Pro apresenta o recurso pasta segura, que traz uma camada adicional de segurança para os aplicativos, fotos, vídeos e arquivos, que só poderão ser acessados pelo usuário com o uso de senha, PIN ou padrão.

Outra funcionalidade permite que o usuário duplique seus aplicativos de mensagens favoritos, utilizando duas contas do WhatsApp no mesmo celular, por exemplo. Disponível nas cores preta, dourada e rosa, o Galaxy J2 Pro pode ser encontrado nas principais redes varejistas do Brasil pelo preço sugerido de R$ 749.

LeiaJá também

--> Cientistas criam bateria que pode baratear smartphones

O Galaxy S9+, recém-lançado pela Samsung, conseguiu a nota máxima em um teste realizado pelo site especializado DxOMark e agora é o celular com a melhor câmera disponível no mercado. A pontuação geral de 99 foi a mais alta já dada pelos rigorosos avaliadores e é boa o suficiente ultrapassar o Google Pixel 2 por apenas um ponto. O iPhone X da Apple aparece em terceiro lugar no ranking, com 97 pontos.

"O Galaxy S9+ tem uma câmera que não possui fraquezas óbvias e que funciona muito bem em todas as categorias de teste de fotos e vídeos", diz a revisão DxOMark. "A pontuação da foto de 104 pontos é a melhor que já vimos até agora", completaram os revisores.

##RECOMENDA##

Durante os testes, os engenheiros do DxOMark capturaram e avaliaram mais de 1.500 imagens e mais de 2 horas de vídeo em ambientes de laboratório controlados e em cenas naturais internas e externas, usando as configurações padrão da câmera do smartphone.

Segundo os avaliadores, a câmera Samsung Galaxy S9+ produz excelentes resultados em boas condições de luz e em ambientes ensolarados. As cores são brilhantes e vívidas e as exposições são boas, com uma ampla gama dinâmica. Em situações de pouca iluminação, o flash LED do smartphone pode ser uma opção emergencial, segundo o DxOMark.

"O sistema automático de balanço de branco também produz resultados bastante precisos, e a única desvantagem real de usar o flash em selfies é a tendência da câmera para produzir um efeito de olhos vermelhos", informaram os avaliadores.

Outro recurso elogiado foi o efeito que desfoca o segundo plano da imagem. No teste, a ferramenta alcançou níveis maiores de detalhes do que o iPhone X. Já para os vídeos, o novo celular da Samsung recebeu 91 pontos. Apesar de não ser a maior nota já dada, o DXOMark considera o Galaxy S9+ entre melhores smartphones para gravações graças às suas capacidades de estabilização e o autofoco.

LeiaJá também

--> Produtos da Apple duram, em média, 4 anos e três meses

O gigante sul-coreano Samsung apresentou, neste domingo (25), seu novo celular de alta gama - o Galaxy S9 -, pensado para tirar proveito da realidade aumentada, um dia antes da abertura oficial do Mobile World Congress (MWC), a maior feira mundial de celulares que acontece em Barcelona.

Ausente no ano passado, a Samsung se beneficiou das apresentações mais discretas dos concorrentes para garantir o lugar de estrela do dia, com seu novo smart.

##RECOMENDA##

Dotado de tecnologia que permitirá o uso de aplicativos de realidade aumentada, o Galaxy S9 possui um design reformulado, mas conserva suas bordas curvas e confirma a tendência entre os fabricantes: a tela ocupa quase totalmente a superfície frontal do aparelho.

Disponível para o público a partir de 16 de março, o gadget será capaz de se transformar em um PC, com uma série de acessórios. O novo aparelho inclui a possibilidade de desbloqueio de tela mediante chave, impressão digital e reconhecimento facial, ou scanner de retina.

O gigante sul-coreano já havia antecipado que seu novo smart terá melhoras significativas no que diz respeito à câmara. O preço também deve mudar, e a previsão é de um aumento considerável em relação ao Galaxy S8.

"Os novos S9 parecem muito promissores. Por enquanto, são inovações incrementais, sem uma ruptura total. A Samsung terá que fazer uso de sua máquina de marketing para posicionar corretamente esses novos smartphones", comentou Thomas Husson, vice-presidente e principal analista da Forrester Consultant.

Menos novidades em celulares

Um pouco mais cedo neste domingo, o gigante chinês das telecomunicações Huawei lançou suas novidades: o computador portátil Matebook X Pro e o tablet MediaPad M5.

Será preciso esperar até 27 de março para que a Huawei, número três no mundo no mercado dos smartphones, revele em Paris seu novo modelo de alta gama, el P20, sucessor do P10.

Dotados de um tempo de carga reduzido, de maior duração da bateria e de capacidades técnicas melhoradas na comparação com as versões anteriores, os novos dispositivos integram uma interconexão simplificada entre os diferentes aparelhos da empresa: computador, tablet e smartphone.

A Huawei aproveitou para apresentar o que disse ser o primeiro chip que integra as normas da rede 5G, adotadas pela indústria em dezembro passado. Esse elemento será central no futuro.

Já o grupo sul-coreano LG lançou uma atualização de seu V30, o V30S, que tem a particularidade de incorporar a Inteligência artificial. À imagem da Samsung, a LG conta com integrar a Inteligência artificial a todos os aparelhos do grupo - dos smarts aos televisores.

A empresa não apresentou, porém, um novo celular para suceder ao LG G6, divulgado na edição de 2017 dessa feira mundial da telefonia móvel, que acontece na cidade catalã.

Ao fim do dia, em meio a bandeiras da Catalunha e a panelaços, centenas de separatistas catalães se reuniam diante do Palau de la Música, em Barcelona, para protestar contra a presença do rei Felipe VI.

Quebrando o protocolo, a prefeita de Barcelona, a esquerdista Ada Colau, e o presidente do Parlamento catalão, o separatista Roger Torrent, não participaram da recepção oficial ao rei.

Ambos criticam o rei por não ter mencionado diretamente os feridos das ações policiais durante o referendo de autodeterminação de 1º de outubro passado na Catalunha.

A expectativa é que mais de 100 mil pessoas circulem pelo congresso, que vai até a próxima quinta-feira (1º).

LeiaJá também

--> Vendas de smartphones caem pela primeira vez na história

--> Sistema que bloqueia celulares piratas é ativado no Brasil

O primeiro grande lançamento de smartphone de 2018 está mais perto do que nunca. A Samsung pretende anunciar o esperado Galaxy S9 (e o Galaxy S9+) neste domingo (25), durante a feira Mobile World Congress, em Barcelona, na Espanha. O mais recente topo de linha da fabricante chegará para tentar ocupar o lugar do iPhone X, da Apple.

No ano passado, o Samsung Galaxy S8 provou ser um grande sucesso para a empresa. Mas o novo modelo deverá incorporar processadores aprimorados, além do já conhecido sistema de câmera dupla - presente nos smartphones mais caros do mercado.

##RECOMENDA##

A expectativa é que ele tenha uma tela de 5,77 polegadas, enquanto o Galaxy S9+ ostentará 6,22 polegadas. Isso o torna maior do que o Galaxy S8, que tinha display de 5,8 polegadas. Os novos modelos deverão manter o sensor de impressões digitais na área traseira. Vazamentos indicam que eles estarão disponíveis em quatro cores - preta, roxa, cinza e azul.

Por dentro, o Galaxy S9 deverá ter um um chip Snapdragon 845 nos EUA e na China e o chip Exynos 9810 (próprio da Samsung) no resto do mundo, de acordo com o site VentureBeat. No interior, terá 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento no S9 regular, e 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno no S9 + maior. A expectativa é que os dispositivos saiam de fábrica com o Android 8.0 instalado.

Dito isso, a Samsung já adiantou que o grande destaque da linha estará na sua câmera. Os consumidores esperam que o Galaxy S9 tenha um sistema de câmera dupla, já presente no iPhone 8 Plus e iPhone X. Embora a empresa não tenha confirmado, a expectativa é que os sensores do modelo tenham abertura variável, o que poderia melhorar a qualidade das fotos tiradas em ambiente com pouca luz.

Segundo a Samsung, os novos sensores do Galaxy S9 permitirão que o smartphone ofereça uma experiência fotográfica semelhante à oferecida por câmeras DSLR, como maior sensibilidade à luz, efeitos de profundidade e brilho mais nítido em todas as condições. A expectativa é que o Galaxy S9 e Galaxy S9+ cheguem às lojas no dia 16 de março, com a pré-venda iniciando no dia 1º.

LeiaJá também

--> Vendas de smartphones caem pela primeira vez na história

As vendas globais de smartphones caíram 5,6% no quarto trimestre de 2017 - o primeiro declínio da indústria desde 2004, de acordo com um estudo da empresa de pesquisa Gartner divulgado esta semana.

O declínio se deu, principalmente, por causa do novo comportamento dos consumidores, que agora preferem esperar um pouco mais para poder comprar um modelo com melhores recursos.

##RECOMENDA##

As chinesas Huawei e Xiaomi foram as únicas entre as cinco principais fabricantes a apresentar crescimento ano-a-ano, de 7,6% e 79%, respectivamente. A Samsung manteve o primeiro lugar no ranking de vendas globais, apesar de ter apresentado um recuo de 3,6% no trimestre analisado. As vendas da Apple, a segunda colocada, caíram 5%.

Todos os cinco principais fornecedores cresceram em participação no mercado global no quarto trimestre de 2017, ampliando a diferença entre os líderes e o resto da indústria. No geral, a Gartner diz que as vendas totais de smartphones superaram 1,5 bilhão de unidades em 2017 - um aumento ano-a-ano de 2,7%.

Em relação aos sistemas operacionais, a plataforma Android ampliou sua liderança em 2017, registrando uma participação de 86% no mercado total - um aumento de 1,1%. O iOS, que funciona nos iPhones, tem 14% de participação.

LeiaJá também

--> Ex-Apple diz que criar o iPhone causou seu divórcio

Se você possui uma TV inteligente, com Netflix, YouTube, Hulu e outros aplicativos incorporados, é melhor ficar atento. Isso porque a conexão com a internet pode deixar sua televisão vulnerável a hackers, informou a organização sem fins lucrativos Consumer Reports, que analisou modelos de cinco grandes marcas - Samsung, LG, Sony, TCL e Vizio.

Segundo a organização, todos os modelos analisados permitem que hackers acompanhem o que o consumidor assiste e duas marcas falharam em um teste básico de segurança. Em alguns casos, os cibercriminosos podem assumir o controle remoto e aumentar o volume dos televisores, mudar de canais e até instalar novos aplicativos.

##RECOMENDA##

"Descobrimos que um hacker relativamente pouco sofisticado pode mudar canais, executar conteúdo ofensivo na tela ou aumentar o volume, o que pode ser profundamente perturbador para alguém que não entende o que está acontecendo. Isso pode ser feito na web, a partir de milhares de quilômetros de distância", informou a Consumer Reports.

A organização disse que o mais preocupante foi a relativa simplicidade de hackear os modelos de televisores. Isso porque as práticas básicas de segurança não estão sendo seguidas. As TVs inteligentes representaram mais de 50% de todas as vendas no primeiro semestre de 2017 nos EUA.

O relatório descobriu ainda que as TVs inteligentes avaliadas pediram permissão para coletar dados de visualização e outras informações dos consumidores, sem dizer com clareza que tipo de dados eles estavam concordando em compartilhar.

"Você poderia comprar uma TV à moda antiga, sem capacidades de transmissão incorporadas, mas estas estão cada vez mais difíceis de encontrar", disse a organização. Outra solução para o consumidor seria desligar a conexão Wi-Fi ou reiniciar o modelo para as configurações de fábrica.

LeiaJá também

--> Código secreto do iPhone cai na web e preocupa usuários

A Samsung lançou no Brasil os novos smartphones Galaxy A8 e o Galaxy A8+, que trazem entre os principais destaques um design em metal e vidro, display infinito e câmera frontal dupla para tirar fotos com fundo desfocado. Os preços dos celulares são de R$ 2.399 e R$ 2.699 reais, respectivamente. Ambos têm memória interna de 64 GB.

O display infinito, já disponível em smartphones top de linha como o Galaxy S8 e Galaxy Note 8, agora também está presente nos novos modelos. O Galaxy A8 tem tela Full HD+ Super AMOLED de 5,6 polegadas. O Galaxy A8+, por sua vez, tem 6 polegadas. Os produtos têm revestimento de vidro na parte traseira e de metal nas laterais.

##RECOMENDA##

O poder de fogo fica por conta dos 4 GB de memória RAM e 3.000 mAh de capacidade de bateria para o Galaxy A8 e 3.500 mAh para o Galaxy A8+, garantindo muito mais tempo de uso. O sistema que vem de fábrica é o Android 7.1 Nougat, mas a Samsung pretende atualizar o software para uma versão mais atualizada no futuro.

Os aparelhos ainda contam com uma série de recursos para quem ama tirar selfies. Uma das grandes novidades é a câmera frontal dupla, uma com 16 MP e a outra com 8 MP. Ambas possuem abertura de lente de F/1.9, recurso que garante fotos claras e luminosas mesmo em ambientes com pouca luz.

Outro destaque para selfies é o recurso de foco dinâmico que possibilita registrar fotos com fundo desfocado. As câmeras traseiras dos Galaxy A8 e Galaxy A8+ têm 16 MP e abertura de F/1.7 com a tecnologia de estabilização digital de imagem de vídeo, que permite gravar filmes claros e de maior nitidez, mesmo com as mãos em movimento. A certificação IP68 ainda torna os produtos resistentes à poeira e à água em situações cotidianas.

LeiaJá também

--> Qualcomm anuncia fábrica de semicondutores no Brasil

O herdeiro do grupo empresarial Samsung, Lee Jae-yong, deixou uma prisão sul-coreana nesta segunda-feira (5), depois que um tribunal reduziu e suspendeu sua sentença de cinco anos sobre acusações de corrupção.

O caso resultou no impeachment da ex-presidente Park Geun Hye acusada, junto com uma amiga, de ter recebido dinheiro de grandes corporações. Entre elas, a gigante dos smartphones.

##RECOMENDA##

O tribunal de apelação em Seul suavizou a decisão original contra ele e determinou que o executivo cumprisse uma pena de dois anos e meio em regime aberto. O parecer abre o caminho para o vice-presidente da Samsung retomar seu papel no comando do gigante industrial fundado por seu avô.

O herdeiro do grupo, de 49 anos, primeiro executivo da Samsung que foi detido, foi considerado culpado de vários crimes, incluindo corrupção, abuso de bens sociais, lavagem de dinheiro e perjúrio.

A Samsung é o maior conglomerado industrial do país, a 11ª maior economia do mundo. O volume de negócios da empresa equivale a 20% do Produto Interno Bruto (PIB) da Coreia do Sul.

LeiaJá também

--> Começa uma nova era: Sony elege chefe financeiro como CEO

A Samsung planeja revelar seus celulares Galaxy S9 e Galaxy S9+ apenas no próximo mês, mas os aparelhos já tiveram uma imagem e especificações vazadas pelo site Venture Beat. O design dos dispositivos aparece quase idêntico ao do Galaxy S8, lançado em 2017. 

O site VentureBeat afirma que o Galaxy S9 incluirá uma tela de 5,8 polegadas e será alimentado pelo processador Snapdragon 845 da Qualcomm, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

##RECOMENDA##

Já o Galaxy S9+ terá tela de 6,2 polegadas, 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Quando à câmera dos smartphones, o site afirma que haverá um novo modo de vídeo de super low motion e a possibilidade de ajuste de abertura do obturador entre f/2.4 e f/1.5.

Ambos os modelos incluem uma câmera para selfies de 8 megapixels, segundo o site, além de alto-falantes estéreo na parte inferior. A expectativa é que a Samsung apresente os aparelhos ao mundo no dia 25 de fevereiro, durante a feira Mobile World Congress (MWC), na Espanha. Eles deverão estar disponíveis para compra no dia 16 de março.

LeiaJá também

--> Chefão da Apple não indica uso de redes sociais a crianças

A Samsung oficializou que vai apresentar o Galaxy S9 ao mundo no dia 25 de fevereiro, durante a feira de telecomunicações e internet móvel Mobile World Congress (MWC). Em um convite enviado à imprensa internacional, a empresa adiantou que o destaque do aparelho está na câmera.

A Samsung também publicou um breve vídeo no Twitter, que se concentra na câmera do aparelho, mas não apresenta maiores detalhes. A expectativa é que o Galaxy S9 seja apresentado ao lado do Galaxy S9+, uma versão mais potente do smartphone. Seja como for, os modelos chegarão ao mercado para disputar espaço com os iPhones X, 8 e 8 Plus.

##RECOMENDA##

A feira MWC, que acontece entre os dias 26 de fevereiro e 1 de março, é uma oportunidade crucial para que as marcas mostrem seus novos telefones para 2018. Realizado em Barcelona, na Espanha, o encontro anual do segmento tem sido usado pela Samsung, assim como pela LG, para anunciar seus modelos mais sofisticados.

LeiaJá também

--> iOS 11.3 terá mais informações sobre a bateria do iPhone

O órgão antitruste da Itália disse nesta quinta-feira (18) que abriu uma investigação para apurar se a Apple e a Samsung, duas das maiores fabricantes de smartphones do mundo, fizeram aparelhos antigos ficarem lentos, obrigando os consumidores a trocá-los.

O governo italiano informou em uma declaração que as duas empresas não disseram aos seus clientes que as atualizações podem ter um impacto negativo no desempenho de seus telefones.

##RECOMENDA##

As empresas dos EUA e da Coréia do Sul podem ter infringido quatro artigos distintos do código de defesa do consumidor. Se forem consideradas culpadas, as companhias poderão ser multadas em milhões de euros - o valor exato não foi divulgado pelo órgão.

A Apple foi obrigada a admitir em dezembro que intencionalmente desacelerou os modelos mais antigos de seus iPhones com o passar do tempo quando suas baterias já não funcionavam bem, mas negou que tivesse feito alguma coisa pra obrigar os consumidores a comprarem versões mais recentes do smartphone.

LeiaJá também

--> Dono de iPhone poderá escolher entre desempenho ou bateria

Dois grupos de direitos humanos franceses apresentaram uma ação judicial contra a gigante da eletrônica Samsung, acusando a empresa de propaganda enganosa por causa de supostos abusos trabalhistas em fábricas na China e na Coreia do Sul.

O processo arquivado no tribunal de Paris pelos grupos Sherpa e Peuples Solidaires-ActionAid France acusa a Samsung de práticas comerciais enganosas, com base em documentos da ONG China Labor Watch, que se infiltrou secretamente nas fábricas para investigar as condições de trabalho de algumas das empresas mais conhecidas do mundo.

##RECOMENDA##

As organizações denunciam o uso de benzeno e metanol nas fábricas, a exploração de crianças e o excesso de horas de trabalho. Os grupos argumentam que os consumidores franceses foram enganados pelas promessas de tratamento ético da Samsung sobre os funcionários.

Na Coreia do Sul, onde a Samsung é um ícone nacional, os tribunais recentemente começaram a se pronunciar em favor de trabalhadores que ficaram doentes por conta de produtos químicos usados no processo de fabricação. Muitos deles buscaram compensação ou ajuda financeira do governo ou da Samsung.

LeiaJá também

--> Samsung desbloqueará chips de rádio FM em seus smartphones

A Samsung anunciou uma parceria com a NextRadio para desbloquear os chips de rádio FM em novos dispositivos da marca nos EUA e no Canadá, uma funcionalidade ainda considerada importante para muitos consumidores. Os receptores de sinal FM já estão presentes na maioria dos celulares inteligentes, mas poucos fabricantes permitem o seu uso.

A novidade permitirá que os usuários da Samsung se conectem diretamente com o aplicativo NextRadio para que possam escutar suas estações locais favoritas. O serviço usa menos dados de internet e energia da bateria do que se conectar aos outros apps de transmissão de rádio.

##RECOMENDA##

A medida também é importante porque permitirá o acesso de usuários a informações vitais em casos de desastres naturais, como furacões, ocasiões em que a rede de dados das operadoras pode ficar facilmente inacessível.

"A Samsung deve ser louvada por dar este importante passo", afirmou o presidente da NextRadio, Paul Brenner. "Eles estão fornecendo a seus clientes uma experiência de rádio envolvente e um importante meio para se conectar com informações que salvam vidas em situações de emergência", completou.

Além da Samsung, a Alcatel, LG e Motorola também se comprometeram a tornar funcionais os módulos de FM presentes em seus futuros smartphones. Recentemente, o principal regulador de comunicações dos EUA pediu à Apple que ativasse chips de rádio FM instalados nos iPhones.

LeiaJá também

--> Samsung revela data para anunciar Galaxy S9

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando