Tópicos | SP

Neymar é uma das personalidades mais bem pagas do mundo, segundo a revista Forbes, aparecendo em 13º lugar na lista da revista. O atleta acumulará um total de 350 milhões de dólares, o aproximado a um bilhão e 300 milhões de reais, que serão pagos pelo atual clube de Neymar, Paris Saint Germain, até junho de 2022. Uau, hein!

Pensando nisso, não tem como deixar o filho de Neymar de lado. Davi Lucca, fruto de seu relacionamento com Carol Dantas, tem seis anos de idade e recebe do pai um total de 15 mil dólares de pensão alimentícia, cerca de 58 mil reais, de acordo com a própria revista.

##RECOMENDA##

Em outra notícia sobre o craque, Neymar está sendo alvo de polêmicas mais uma vez. O jogador fez uma tatuagem com as palavras Gigante e Natureza, lembrando - claramente - da frase Gigantes por natureza que faz referência ao Brasil. Mas as críticas estão vindo pela tattoo ter sido feita logo após sua participação na Copa do Mundo em 2018, que foi severamente criticada.

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, indeferiu pedido liminar em habeas corpus impetrado pela defesa do ex-secretário de Logística e Transportes de São Paulo, Laurence Casagrande Lourenço (Governo Alckmin/PSDB), acusado de participar de organização criminosa que supostamente desviou verbas públicas da construção do Rodoanel Viário Mário Covas - Trecho Norte. As informações foram divulgadas pelo STJ- HC 457760.

Laurence foi investigado pela Polícia Federal na Operação Pedra no Caminho, braço da Lava Jato em São Paulo. Com outros acusados, o ex-secretário tucano teve a prisão preventiva decretada em junho.

##RECOMENDA##

Houve a impetração de habeas corpus no Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF-3), mas o pedido liminar foi indeferido.

No STJ, a defesa pediu a suspensão da ordem de prisão e a soltura de Laurence. A defesa alegou "a necessidade de mitigação da Súmula 691 do Supremo Tribunal Federal (STF), a ausência dos requisitos previstos no artigo 312 do Código de Processo Penal, autorizadores da prisão preventiva, a ausência de conduta ilícita ou do propósito de eliminar provas por parte de Lourenço, e também a ausência de motivação para a decretação da prisão".

Ao analisar o pedido, Laurita Vaz não constatou excepcionalidade ou ilegalidade patente que autorizasse a superação da Súmula 691/STF, que sedimentou não competir ao STF conhecer de habeas corpus impetrado contra decisão do relator que, em habeas corpus requerido a tribunal superior, indefere a liminar.

De acordo com a ministra, o relator do TRF decidiu manter a prisão de Lourenço para a garantia da aplicação da lei penal, pela conveniência da instrução criminal e pela garantia da ordem pública. Segundo o relator, existiria o risco de que o ex-secretário pudesse "imediatamente dirigir condutas voltadas à destruição de provas e coação de testemunhas".

Conforme afirmou o relator no TRF, Lourenço "é tido como o principal articulador entre os contratos aditivos (…) entre as empreiteiras e outros setores políticos", não tendo se afastado do cargo de presidente da Companhia Energética de São Paulo (CESP) até o dia do cumprimento da prisão. Nesse sentido, a prisão impediria a "reiteração delitiva em outros órgãos públicos responsáveis por grande movimentação financeira de recursos do Estado".

Segundo a presidente do STJ, Laurence poderia, em liberdade, usar de influência política e econômica "para a coação de testemunhas - algumas delas foram suas subordinadas -, e eventual destruição de provas, dado que mandou triturar documentos ou o fez por conta própria, o que aparenta, à primeira vista, o intento de aniquilar a possibilidade de colheita do material probatório".

Haveria ainda, de acordo com Laurita, a "possibilidade de, em liberdade, voltar a praticar as mencionadas condutas", sendo "evidente a legitimidade da decretação de prisão cautelar como fundamento à garantia da ordem pública e econômica, e à instrução criminal".

Defesa

A reportagem está tentando contato com a defesa de Laurence, mas ainda não obteve retorno.

Ao STJ, a defesa pediu a suspensão da ordem de prisão e a soltura de Laurence, alegando "a necessidade de mitigação da Súmula 691 do Supremo Tribunal Federal (STF), a ausência dos requisitos previstos no artigo 312 do Código de Processo Penal, autorizadores da prisão preventiva, a ausência de conduta ilícita ou do propósito de eliminar provas por parte de Lourenço, e também a ausência de motivação para a decretação da prisão".

Parece que o poder de decisão do público irá além da eliminação na próxima edição de A Fazenda.

Segundo o colunista Leo Dias, a Record está sondando pela internet quem são os nomes mais cotados para o reality, e fará uma votação com eles. Os mais votados entram na fazenda.

##RECOMENDA##

Sob o comando de Marcos Mion, o programa entra no ar no segundo semestre de 2018, e continua sendo filmada em Itapecerica da Serra, de acordo com a própria emissora.

O nível de água do Sistema Cantareira, principal reservatório da Grande São Paulo, voltou a cair com o tempo seco e a falta de chuvas das últimas semanas. Atualmente, os reservatórios operam com 41,5% da capacidade e abastecem 7 milhões de pessoas.

De acordo com dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), em julho de 2017 o sistema funcionava com 64,7%, contra 47,5% no mesmo período do ano anterior e -10% em 2015.

##RECOMENDA##

A represa Jaguari, a primeira do Sistema Cantareira, é usada como termômetro do manancial. No ano passado a área estava coberta por água e hoje está totalmente seca. “Nós temos hoje uma preocupação em função do clima, o clima está muito seco e a gente depende muito das chuvas para que possa alimentar as represas. Nós não temos uma crise hídrica, nós temos uma condição climática desfavorável”, afirmou o superintendente da produção de água da Sabesp, Marco Antonio Barroz.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Guarulhos, na Grande São Paulo, intensificam nesta sexta-feira (20) a prevenção contra hepatites virais. A programação, de acordo com a prefeitura, vai desde o aumento da oferta de testes rápidos para a detecção da doença até a exibição de filmes e palestras em salas de espera, além de rodas de conversa, aulas de alongamento e zumba, entre outros.

As unidades também distribuirão preservativos à população, uma vez que as hepatites virais podem ser transmitidas por meio de relações sexuais. E os agentes de saúde levarão orientações de prevenção à barbearias, salões de beleza e estúdios de tatuagem, uma vez que a doença também pode ser contraída nesses estabelecimentos, por falta de atenção às normas de biossegurança.

##RECOMENDA##

Locais de grande circulação de pessoas, como supermercados, praças públicas e terminais de ônibus também receberão a oferta de testes rápidos. A testagem será das 9h às 12h, no Mota Supermercados (Praça Nossa Senhora Aparecida, 275, no Jardim Vila Galvão) e no Terminal Pimentas (Estrada Presidente Juscelino Kubitscheck de Oliveira, 4.494, Pimentas).

No entanto, a administração municipal informou que as ações de prevenção às hepatites virais se estenderão em vários postos de saúde até o final de julho.

O universitário Matheus Antonio Fernandes Caldas dos Santos, de 21 anos, afirma ter sido torturado e ameaçado de morte quando era recruta da Força Aérea Brasileira, em São Paulo. O ex-recruta recorreu à Justiça para pedir uma indenização de R$ 500 mil por dados morais e punição para ao menos sete militares, entre soldados, cabos, sargentos e tenentes, após ter sido orientado por seus professores da graduação em direito.

Segundo o jovem, os crimes ocorreram durante um período de quatro meses, em 2016, dentro da Base Área de Guarulhos, na Grande São Paulo, e também no 4° Comando Aéreo Regional, na capital paulista. O ex-recruta diz que tinha boa saúde e era atleta profissional de artes marciais, mas ficou com a capacidade respiratória prejudicada depois de perder alvéolos pulmonares devido às agressões sofridas.

##RECOMENDA##

"Na base, em Guarulhos, durante uma atividade que envolvia flexão com vários recrutas, nos ameaçaram de nos molhar caso todos não cumprissem as metas. Eu era o xerife [aquele que recebe punição pelos outros]. Em mim, acabaram jogando água congelante pelo meu corpo todo e, em seguida, me obrigaram a dormir molhado", recorda.

Na ocasião, Santos diz ter pedido atendimento médico, porém não foi atendido. Além disso, ele teria sido obrigado a participar de outras atividades, até que desmaiou e teve uma convulsão. Encaminhado para o Hospital da Aeronáutica, o jovem conta que sua situação piorou o levando a internação, por uma semana, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No seu retorno à Base Área, as torturas teriam continuado. “À noite, eu era acordado ao me jogarem água fria, e me davam choques elétricos com teaser [máquina portátil]. Foram várias vezes.", desabafa.

Em seu retorno, o jovem relata que ainda sofreu ameaças de morte do superior direto, já que as agressões teriam sido informadas ao comandante da unidade militar por familiares da vítima. "Minha mãe conseguiu o telefone do comando pela internet e contou a ele o que estava acontecendo. Ela estava desesperada. Chegaram a dizer a ela que é normal morrer em treinamento", afirma.

Após a denúncia da mãe, o ex-militar foi transferido para o 4° Comando Aéreo. Lá, Santos diz que a perseguição continuou, até que ele chegou a um estado em que não tinha mais condição de realizar as atividades físicas e foi dispensado do serviço por 'excesso de contingente'.

O Comando da Aeronáutica informou não compactuar com comportamentos inapropriados às atividades militares e que repudia agressões ou quaisquer outros atos que denigram a dignidade humana. A instituição afirmou ainda que aguarda o recebimento dos autos do processo judicial para que possam ser tomadas as medidas administrativas cabíveis.

A Juventus celebrou nesta quinta-feira, três dias depois da apresentação de Cristiano Ronaldo, a venda de todos os carnês de ingressos válidos para as partidas da temporada 2018/2019, por competições na Europa e na Itália. "O desejo dos torcedores de ver nossos heróis no Allianz Stadium está nas alturas", diz comunicado emitido pelo clube.

Isso significa um total de, pelo menos, 29,3 mil torcedores garantidos no Allianz Stadium por jogo, sendo 25,3 mil pelos pacotes comercializados e outros 4 mil pela categoria premium de associação ao clube, que permite a entrada no estádio sem pagamento adicional.

##RECOMENDA##

A fase inicial de venda dos carnês durou entre os dias 4 e esta quarta-feira, quando os torcedores que haviam comprado os pacotes na temporada anterior tiveram preferência para readquiri-los, índice que chegou a 95%. O restante foi comercializado até esta quinta-feira para membros da categoria de associação J1897.

Inaugurado em setembro de 2011, o Allianz Stadium tem capacidade estimada em 41.507 pessoas presentes. A Juventus ganhou sete vezes o Campeonato Italiano desde que passou a mandar partidas no estádio, mas não conseguiu refletir na Liga dos Campeões da Europa o domínio visto na Itália.

Para conquistar o torneio continental, o maior investimento feito para a próxima temporada foi Cristiano Ronaldo, adquirido em uma transferência de 100 milhões de euros (cerca de R$ 450 milhões), além de custos adicionais de 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 54 milhões) com encargos financeiros.

"A Champions é uma competição muito difícil. Espero ajudar. A Juve esteve em duas finais, não ganhou porque finais são incógnitas. Deve-se deixar as coisas fluir de uma maneira natural e ver o que a sorte nos dará", disse o atacante português na coletiva de apresentação dele, na segunda-feira, fazendo referência aos vice-campeonatos em decisões disputadas em 2015, contra o Barcelona, e em 2017, contra o Real Madrid, que tinha Cristiano Ronaldo na equipe. A Juventus não ganha o torneio continental desde a temporada 1995/1996.

Juntos há 11 meses, a atriz Mel Maia e o namorado Erick Andreas circulam com alianças de compromisso desde maio deste ano. No ar como a bruxa Agnes, de Deus Salve o Rei, da Rede Globo, a artista, de 14 anos, revelou o desejo de se casar com Erick.

Em entrevista à Revista Contigo, Mel contou que a ideia do casório partiu de Erick e ela concordou. “Queremos casar e viver juntos para sempre", declarou a global. Na publicação, ela comentou que conheceu o rapaz, de 15 anos, em uma festa de aniversário de um amigo, mas o romance só se concretizou um ano depois.  “Ele veio para dar o primeiro beijo”, revelou Mel.

##RECOMENDA##

O namoro é acompanhado pelas mães do casal e pelos seguidores da atriz, que faz questão de compartilhar com os fãs os momentos ao lado do amado nas redes sociais.

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) divulgou a abertura de um concurso público com 10 vagas e salários de R$ 27.500 por mês para o cargo de juiz federal substituto nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Para concorrer, é necessário ter diploma de bacharelado em Direito e atividade jurídica há pelo menos três anos. As inscrições preliminares devem ser feitas através do site do próprio TRF das 13h da próxima quarta-feira (25) até o dia 23 de agosto às 14h. A taxa é de R$ 240. 

##RECOMENDA##

Os inscritos serão selecionados através da realização de prova objetiva, prova discursiva e prova prática. Depois, os candidatos que ainda estiverem classificados deverão realizar as suas inscrições definitivas e submeter-se aos exames de saúde física, mental e psicotécnico, além da sindicância de vida pregressa. Para mais detalhes, acesse o edital.

LeiaJá também

--> Com quase 30 mil inscritos, Compesa fará concurso domingo

--> Ministério público abre concurso com salário de R$ 7,6 mil

A paixão por carros fez o mecânico Edimar Souza, de 28 anos, morador da cidade de Rondonópolis, no Mato Grosso, abusar da criatividade para realizar o sonho de ter um automóvel esportivo. Dono de um Uno 2002, adquirido em 2016 por R$ 9 mil, Edimar decidiu transformar o veículo em uma Lamborghini Aventador.

A reforma durou cerca de um ano, mas ainda não está finalizada. Ao todo, o mecânico investiu o equivalente a R$ R$ 3 mil. Em entrevista ao G1, ele afirmou que criou o "LamborgUno", como batizou, sozinho e que a invenção já é sucesso entre vizinhos e moradores da região. "As rodas são bem maiores, mas todo o interior do carro ainda é do Uno. É um sonho realizado montar esse veículo", disse.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

A DC liberou nesta quinta-feira (19), na Comic-Con de San Diego, o primeiro trailer do live-action de "Titãs". Baseado em "Os Jovens Titãs", a série conta a história de jovens que serão super-heróis. No vídeo divulgado, Robin revela sua ira com o parceiro Batman em um universo totalmente sombrio. 

Com o apoio da Warner Bros., a produção estrelada pelo atores Brenton Thwaites, Anna Diop, Ryan Potter, Alan Ritchson e Minka Kelly entrará no catálogo do novo serviço de streaming, concorrente da Netflix e Amazon Prime Video. A partir de outubro, a série poderá ser 'maratonada' na DC Universe. 

##RECOMENDA##

Confira o trailer:

O cantor Eduardo Costa prestou depoimento, na manhã da última quarta-feira (18), em Belo Horizonte, no Departamento Estadual de Investigação de Fraudes. Segundo investigações da polícia mineira, o artista é suspeito de estelionato. O músico negociou a venda de um imóvel avaliado em quase R$ 7 milhões para um casal, na cidade de Escarpas do Lago.

Em troca, Eduardo teria uma casa na Região da Pampulha, de R$ 9 milhões, um dos cartões postais da capital de Minas Gerais. Após a negociação, os compradores tiveram difuldade ao registrar a casa. Eles receberam a informação de que o sertanejo era alvo de uma ação civil pública, onde o Ministério Público (MPF) solicitou uma demolição parcial da residência por fazer parte de uma área de preservação permanente.

##RECOMENDA##

Em entrevista à imprensa local, Eduardo Costa disse que não agiu de forma prejudicial no caso. "Eu jamais daria prejuízo a qualquer pessoa. Eu não faço isso. Não faz parte do meu caráter", contou. O crime de estilionato, que o cantor está sendo acusado, tem pena de um a quatro anos de prisão. 

LeiaJá também

--> Bolsonaro com certeza será presidente, diz Eduardo Costa

--> Eduardo Costa gera polêmica ao publicar foto com réplica de fuzil 

Participando de um passeio de férias, uma criança de 6 anos acabou morrendo afogada ao cair na piscina de uma chácara no município de Serra, no Espírito Santo, nesta última quarta-feira (18). Além do garoto, 20 outras crianças e adolescentes, com idade entre 4 e 16 anos, estavam no local com oito cuidadores. Segundo informado pelo Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o garoto vivia no abrigo Instituto da Vida.

O DHPP não soube precisar por quanto tempo a vítima morava nesse abrigo, mas confirmou que a instituição possui várias casas em que abriga crianças abandonadas e com deficiências; o abrigo foi quem organizou e estava responsável pelo passeio. Segundo apurado pelo site Gazeta Online, no local há duas piscinas, uma para adultos e outra para crianças.

##RECOMENDA##

Na hora do almoço, todos que estavam na chácara haviam ido para o refeitório e neste momento a criança sumiu de vista, sendo localizada tempo depois morta e boiando na piscina indicada para os adultos. Conforme informações, ainda se tentou reanimar o menor, o Samu foi chamado, mas o garoto já estava morto. O caso será investigado pela Polícia Civil que trabalha com a hipótese inicial de acidente.

O clã Kardashian gira em torno de fama, dinheiro e polêmicas. Para divulgar uma das suas fragâncias, Kim Kardashian agitou os seguidores do Instagram com mais um dos seus cliques sensuais. Deitada em uma piscina, a empresária e esposa do rapper Kanye West equilibrou no quadril o perfume da linha Kimoji, mas o bumbum saiu em evidência no registro.

Os brasileiros que seguem a filha de Kris Jenner na rede social interagiram através de comentários ousados. "Perfume de bunda", escreveu uma das internautas. "Eu só queria uma bunda assim", comentou outra brasileira. Em menos de 20 minutos, a foto publicada teve mais de 400 mil curtidas.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) questionou, nesta quinta-feira (19), a pressão que tem recebido para que fique calado e não concorra às eleições deste ano. Em um artigo publicado hoje no jornal Folha de São Paulo, o líder petista fez um panorama do cenário do país desde que ele foi preso, em 7 de abril deste ano, e ponderou que se querem derrotá-lo, “façam isso de forma limpa nas urnas”. 

Segundo Lula, nos mais de cem dias em que está detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, um “governo ilegítimo corre nos seus últimos meses para liquidar o máximo possível do patrimônio e soberania nacional que conseguir”, como a venda da Embraer. No artigo, ele cita também o aumento do desemprego, da pobreza e a greve dos caminhoneiros que aconteceu em maio.

##RECOMENDA##

Com o relato de críticas ao governo de Michel Temer (MDB), o ex-presidente indaga se foi para isso que “os poderosos sem votos e sem ideias” promoveram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e se uniram para deixá-lo fora do pleito eleitoral deste ano, inclusive, com a decisão da juíza Carolina Lebbos que o impede de conceder entrevistas e participar de atos de campanha. 

“Parece que não bastou me prender. Querem me calar. Aqueles que não querem que eu fale, o que vocês temem que eu diga? O que está acontecendo hoje com o povo? Não querem que eu discuta soluções para este país? Depois de anos me caluniando, não querem que eu tenha o direito de falar em minha defesa?”, perguntou no artigo, pontuando que a própria presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, já chegou a dizer que "cala boca já morreu".

Apesar de tudo isso, Lula aproveitou o espaço para reiterar que é candidato à Presidência da República. “Eu sou candidato porque não cometi nenhum crime. Desafio os que me acusam a mostrar provas do que foi que eu fiz para estar nesta cela”, disparou. 

“Por que falam em ‘atos de ofício indeterminados’ no lugar de apontar o que eu fiz de errado? Por que falam em apartamento ‘atribuído’ em vez de apresentar provas de propriedade do apartamento de Guarujá, que era de uma empresa, dado como garantia bancária? Vão impedir o curso da democracia no Brasil com absurdos como esse?”, completou, questionando.

Para o ex-presidente, os maiores interessados em que ele dispute as eleições deveriam ser aqueles que não querem que ele volte a comandar o país. “Querem me derrotar? Façam isso de forma limpa, nas urnas. Discutam propostas para o país e tenham responsabilidade, ainda mais neste momento em que as elites brasileiras namoram propostas autoritárias de gente que defende a céu aberto assassinato de seres humanos”, argumentou.

No artigo, Lula ainda ressalta que sempre exerceu o diálogo quando comandou o país e frisou ter trabalhado para “que a inclusão social fosse o motor da economia e para que todos os brasileiros tivessem direito real, não só no papel, de comer, estudar e ter moradia”. A atuação, segundo ele, provoca medo em seus adversários.

“Querem que as pessoas se esqueçam de que o Brasil já teve dias melhores? Querem impedir que o povo brasileiro —de quem todo o poder emana, segundo a Constituição— possa escolher em quem quer votar nas eleições de 7 de outubro? O que temem? A volta do diálogo, do desenvolvimento, do tempo em que menos teve conflito social neste país? Quando a inclusão dos pobres fez as empresas brasileiras crescerem?”, indagou o ex-presidente. 

Por fim, ele diz que “o Brasil precisa se reencontrar consigo mesmo e ser feliz de novo”. “Podem me prender. Podem tentar me calar. Mas eu não vou mudar esta minha fé nos brasileiros, na esperança de milhões em um futuro melhor. E eu tenho certeza de que esta fé em nós mesmos contra o complexo de vira-lata é a solução para a crise que vivemos”, declarou.

Leia o artigo na íntegra:

Estou preso há mais de cem dias. Lá fora o desemprego aumenta, mais pais e mães não têm como sustentar suas famílias, e uma política absurda de preço dos combustíveis causou uma greve de caminhoneiros que desabasteceu as cidades brasileiras. Aumenta o número de pessoas queimadas ao cozinhar com álcool devido ao preço alto do gás de cozinha para as famílias pobres. A pobreza cresce, e as perspectivas econômicas do país pioram a cada dia.

 Crianças brasileiras são presas separadas de suas famílias nos EUA, enquanto nosso governo se humilha para o vice-presidente americano. A Embraer, empresa de alta tecnologia construída ao longo de décadas, é vendida por um valor tão baixo que espanta até o mercado. 

Um governo ilegítimo corre nos seus últimos meses para liquidar o máximo possível do patrimônio e soberania nacional que conseguir —reservas do pré-sal, gasodutos, distribuidoras de energia, petroquímica—, além de abrir a Amazônia para tropas estrangeiras. Enquanto a fome volta, a vacinação de crianças cai, parte do Judiciário luta para manter seu auxílio-moradia e, quem sabe, ganhar um aumento salarial.

Semana passada, a juíza Carolina Lebbos decidiu que não posso dar entrevistas ou gravar vídeos como pré-candidato do Partido dos Trabalhadores, o maior deste país, que me indicou para ser seu candidato à Presidência. Parece que não bastou me prender. Querem me calar.

Aqueles que não querem que eu fale, o que vocês temem que eu diga? O que está acontecendo hoje com o povo? Não querem que eu discuta soluções para este país? Depois de anos me caluniando, não querem que eu tenha o direito de falar em minha defesa?

É para isso que vocês, os poderosos sem votos e sem ideias, derrubaram uma presidente eleita, humilharam o país internacionalmente e me prenderam com uma condenação sem provas, em uma sentença que me envia para a prisão por "atos indeterminados", após quatro anos de investigação contra mim e minha família? Fizeram tudo isso porque têm medo de eu dar entrevistas?

Lembro-me da presidente do Supremo Tribunal Federal que dizia "cala boca já morreu". Lembro-me do Grupo Globo, que não está preocupado com esse impedimento à liberdade de imprensa —ao contrário, o comemora.

Juristas, ex-chefes de Estado de vários países do mundo e até adversários políticos reconhecem o absurdo do processo que me condenou. Eu posso estar fisicamente em uma cela, mas são os que me condenaram que estão presos à mentira que armaram. Interesses poderosos querem transformar essa situação absurda em um fato político consumado, me impedindo de disputar as eleições, contra a recomendação do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas.

Eu já perdi três disputas presidenciais —em 1989, 1994 e 1998— e sempre respeitei os resultados, me preparando para a próxima eleição.

 Eu sou candidato porque não cometi nenhum crime. Desafio os que me acusam a mostrar provas do que foi que eu fiz para estar nesta cela. Por que falam em "atos de ofício indeterminados" no lugar de apontar o que eu fiz de errado? Por que falam em apartamento "atribuído" em vez de apresentar provas de propriedade do apartamento de Guarujá, que era de uma empresa, dado como garantia bancária? Vão impedir o curso da democracia no Brasil com absurdos como esse?

Falo isso com a mesma seriedade com que disse para Michel Temer que ele não deveria embarcar em uma aventura para derrubar a presidente Dilma Rousseff, que ele iria se arrepender disso. Os maiores interessados em que eu dispute as eleições deveriam ser aqueles que não querem que eu seja presidente.

Querem me derrotar? Façam isso de forma limpa, nas urnas. Discutam propostas para o país e tenham responsabilidade, ainda mais neste momento em que as elites brasileiras namoram propostas autoritárias de gente que defende a céu aberto assassinato de seres humanos.

Todos sabem que, como presidente, exerci o diálogo. Não busquei um terceiro mandato quando tinha de rejeição só o que Temer tem hoje de aprovação. Trabalhei para que a inclusão social fosse o motor da economia e para que todos os brasileiros tivessem direito real, não só no papel, de comer, estudar e ter moradia.

Querem que as pessoas se esqueçam de que o Brasil já teve dias melhores? Querem impedir que o povo brasileiro —de quem todo o poder emana, segundo a Constituição— possa escolher em quem quer votar nas eleições de 7 de outubro?

 O que temem? A volta do diálogo, do desenvolvimento, do tempo em que menos teve conflito social neste país? Quando a inclusão dos pobres fez as empresas brasileiras crescerem?

O Brasil precisa restaurar sua democracia e se libertar dos ódios que plantaram para tirar o PT do governo, implantar uma agenda de retirada dos direitos dos trabalhadores e dos aposentados e trazer de volta a exploração desenfreada dos mais pobres. O Brasil precisa se reencontrar consigo mesmo e ser feliz de novo.

Podem me prender. Podem tentar me calar. Mas eu não vou mudar esta minha fé nos brasileiros, na esperança de milhões em um futuro melhor. E eu tenho certeza de que esta fé em nós mesmos contra o complexo de vira-lata é a solução para a crise que vivemos.

Luiz Inácio Lula da Silva

Ex-presidente da República (2003-2010)

A Turminha Pimplom, sucesso entre a criançada na década de 1980, terá sua história fictícia novamente contada pela Netflix. A série "Samantha!", estrelada pela atriz Emanuelle Araújo, ganhará uma segunda temporada. Através de um perfil no Instagram, Emanuelle deu a notícia para os internautas na pele da protagonista.

Dirigido por Felipe Braga, o produto original do serviço de streaming está disponível desde 6 de julho. Em 2019, a personagem Samantha! fará de tudo para continuar no estrelato turbulento conquistado na infância. A atriz Alice Braga, que atua ao lado de Emanuelle, é uma das produtoras da série.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Começa nesta quinta-feira (19), no Agreste pernambucano, a 28ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns. Sob polêmicas envolvendo a peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", o FIG 2018 inicia com música teatral.

O espetáculo carioca "Auê", dirigido por Duda Maia, traz para o Teatro Luiz Souto Dourado, a partir das 19h, a celebração de diversos ritmos da música popular brasileira.

##RECOMENDA##

Com 21 canções no repertório, a Cia. Barca dos Corações Partidos coleciona compositores que intensificam a apresentação, incluindo a atriz Laila Garin, que protagonizou no teatro o sucesso "Elis - A Musical".

Nesta sexta-feira (20), às 20h, o Palco Mestre Dominguinhos segue a programação do festival com os shows de Golden Hits Orquestra, Anderson do Pife e Banda do Pífano Zé do Estado, Siba e a Fuloresta, Orquestra Santa Massa e Cordel do Fogo Encantado. 

Apesar de liderar as pesquisas de intenções de votos, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não aparece como presidenciável, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) tem enfrentado dificuldades para firmar alianças e endossar o palanque com o qual disputará à Presidência da República. Às vésperas do início das convenções partidárias, duas siglas - PR e PRP - negaram-se a integrar a chapa de Bolsonaro deixando assim uma lacuna na vaga de vice-presidente.  

A rejeição tem levantado uma discussão sobre a força política do deputado, já questionada por cientistas políticos. Mas Bolsonaro, por sua vez, tem reagido as críticas sobre o assunto e dito que o partido dele é o povo e a escolha do vice também será neste sentido. 

##RECOMENDA##

“Não tenho obsessão pelo Poder. Queremos fazer diferente. Se for para fazer igual a todos estamos fora sem problema algum. A escolha é dos eleitores”, declarou em publicação no Twitter na manhã desta quinta-feira (19). “O nosso partido é o povo brasileiro e não os líderes partidários que representam o atual sistema no Brasil”, completou.

Do PR era esperado que o senador Magno Malta (ES) fosse o candidato a vice, mas alternativa não decolou. Já do PRP, o rumor era de que o general da reserva Augusto Heleno (DF) assumisse a vaga. Dentro do PRP, a presidente da sigla no Rio de Janeiro, Eliane Cunha, chegou a dizer que “Bolsonaro não combina” com as ideologias do partido.

O fato de não ter conquistado ainda o vice, segundo Bolsonaro, não pode ser usado para descredibilizar a candidatura dele.  “A maioria da imprensa cria falsa narrativa como se tivesse sido descartado por fulano e cicrano. Jamais me comprometi com nenhum dos citados. Sempre deixei claro que meu partido é o povo e agora tentam desonestamente inverter a situação para mais uma vez nos descredibilizar”, cravou. 

O indicativo agora é de que a chapa de Bolsonaro seja 'puro sangue', ou seja, montada apenas por integrantes do PSL. A advogada e autora do processo que resultou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Janaína Paschoal (PSL), é uma das opções. 

Com a queda da liminar que impedia o leilão das distribuidoras da Eletrobras, o BNDES divulgou na quarta-feira, 18, as novas datas da licitação. No dia 26 de julho, só a Cepisa (Piauí) será leiloada. As distribuidoras do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima serão licitadas no dia 30 de agosto, após a aprovação do projeto de lei aprovado na Câmara e que tramita no Senado.

A derrubada da liminar e a retomada do leilão é uma vitória do governo, que está fazendo de tudo para evitar a liquidação das subsidiárias. Se isso acontecer, além da demissão de todos os funcionários, a Eletrobras teria de assumir os prejuízos dessas empresas, dificultando, mais adiante, a privatização da estatal. Além disso, o serviço de distribuição nesses Estados ficaria comprometido.

##RECOMENDA##

A única que ficou de fora, por enquanto, é a Ceal, de Alagoas, já que uma liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski impede a realização do leilão até uma disputa financeira entre os governos estadual e federal seja solucionada. Nessa quarta-feira, terminou sem acordo uma reunião sobre o assunto entre o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o governador do Estado, Renan Filho.

O impasse vem desde 1998, quando a Ceal foi assumida pela Eletrobras. Na época, a União repassou recursos ao Estado, que seriam pagos quando a distribuidora fosse privatizada. A União alega que o Estado é devedor e tem que quitar o valor adiantado. Já Alagoas defende que teria R$ 200 milhões a receber por ter repassado a estatal para a Eletrobrás, que não privatizou a distribuidora e depreciou seu valor de mercado desde então.

Juntas, as distribuidoras dão prejuízo de cerca de R$ 300 milhões por mês para a holding, ou R$ 10 milhões por dia. Isso poderá ser revertido com corte de custos de operação e manutenção, planos de demissão voluntária e financiamentos mais baratos.

Cada uma das empresas será vendida por R$ 50 mil, e vencerá a disputa quem oferecer o maior desconto na tarifa vigente hoje em cada região. O valor foi considerado por empregados e parlamentares da oposição como muito baixo, e levou os sindicatos a levantarem a hipótese de se reunirem para arrematar as empresas no leilão. Mas, diante da obrigação elevada de investimentos logo na saída, a ideia foi descartada.

Casamento

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, disse que as distribuidoras da estatal não estão baratas, vão precisar de investimentos bilionários e de muito tempo para darem retorno aos novos acionistas.

O executivo compara a compra dessas empresas a um casamento, com a diferença de que, no caso das distribuidoras, apesar de todas as dificuldades inerentes à "relação", é preciso permanecer no negócio, pois o retorno só se dará no longo prazo. "A diferença é que nesse casamento, o investidor vai ter que ficar 30 anos. Ele vai precisar dos 30 anos para obter esse retorno", disse, em entrevista exclusiva ao Broadcast/Estadão.

"Não existe essa moleza ou esse almoço grátis que estão falando. Dizem que o preço de compra equivale ao valor de seis carros populares. Mas no dia em que os investidores comprarem as empresas terão de depositar R$ 2,4 bilhões em investimentos, como se fosse um 'dote'", comparou. "E, apesar disso, o investidor já estará devendo R$ 10 milhões, e mais R$ 10 milhões no dia seguinte. Já na primeira semana serão R$ 70 milhões", disse, lembrando do prejuízo diário de cerca R$ 10 milhões.

Ferreira Jr. negou que o repasse de furtos de energia terá custo bilionário na conta de luz e disse que o impacto será de R$ 237 milhões ou 0,18% de alta na conta de luz dos clientes locais. A afirmação foi uma resposta a reportagem do Estadão/Broadcast na semana passada.

A reportagem citou cálculo da Associação Brasileira de Grandes Consumidores de Energia, que aponta que várias emendas incluídas pelos deputados no projeto de lei das distribuidoras teriam impacto de elevar a conta de luz em algo entre 4% e 5%. "O objetivo não é repassar gatos (furtos de energia), é o contrário. É fazer com que os gatos, que são pagos pelos consumidores, possam ter perspectiva real de redução ao longo dos próximos anos", afirmou Ferreira Jr. (Colaborou Lorenna Rodrigues). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

As surpresas que pintaram no "The Voice Brasil", na última terça-feira (17), respingaram na estreia do "Cante Comigo". O programa comandado por Gugu Liberato foi ao ar nesta quarta-feira (18), colocando em um estúdio gigante 100 jurados que avaliam as performances dos candidatos.

Com muitos artistas famosos no júri, e outros nem tanto, o reality musical da Record trouxe participantes que sonham em obter o sucesso. Além de conquistar a atenção de todos os jurados para ir direto à final ou até conseguir ser um dos melhores da noite no TOP 3, os candidatos também miram o prêmio de R$ 300 mil.

##RECOMENDA##

No meio de toda euforia com a novidade da atração, os telespectadores foram pegos de surpresa com a presença de Laura Simões, filha da atriz pernambucana Fabiana Karla. Laura subiu ao palco sem dizer que tinha alguma relação com a mãe, mas isso não foi o suficiente para continuar no programa.

Cantando a música "Titanium", parceria de David Guetta e Sia, a jovem conseguiu que 80 jurados levantassem. Ela foi direto para o terceiro lugar da competição e eliminada em seguida. Após sua participação, Laura agradeceu o apoio do público no Instagram. "Muito obrigada a todos pelo carinho! Gratidão!, escreveu.

Momentos antes da filha cantar, Fabiana Karla desejou boa sorte em publicações nos Stories, ferramenta dentro do Instagram. Em 2017, na Globo, Laura foi backing vocal de Fabiana no programa "Popstar".

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando